Viamão, 23 de Agosto de 2014

Cidade

Protesto de Viamão é o único sem ocorrências

Brigada Militar elogiou a forma como o ato foi organizado

Brigada Militar elogiou a forma como o ato foi organizado Manifestantes percorreram as ruas do Centro e foram até a ERS-040. Foto: Alexandre Bringhenti/DV

Durante a tarde de sexta-feira (21), o comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar de Viamão, tenente coronel Marcelo Giusti, apresentou um balanço da manifestação histórica que aconteceu na noite da última quinta-feira (20). Ele informou que a Central da Brigada Militar confirmou que o município foi o único da região metropolitana que não apresentou nenhuma ocorrência, mas revela que, por alguns minutos, temeu pelo início de uma confusão.

De acordo com o comandante, a manifestação reuniu cerca de 1.200 pessoas e foi um movimento tranquilo, mesmo quando os populares ocuparam a ERS-040. Na próxima semana haverá outra manifestação na cidade e esta deverá contar com um número ainda maior de adeptos. Será na quarta-feira (26), com previsão para iniciar às 19 horas. Mais de 500 pessoas já haviam confirmado participação através do Facebook. A Brigada Militar vai contar com o mesmo contingente de soldados e trabalhará com as mesmas orientações que foram passadas para a noite de quinta-feira.

Giusti disse que o grupo que coordena o Acorda Viamão, organizadores da passeata, o procurou e pediu para intermediar uma reunião com o prefeito Valdir Bonatto. “Vou entrar em contato com o prefeito e solicitar essa agenda. De preferência, vou tentar marcar para antes da próxima manifestação”, afirma 

SEM TUMULTOS

O grupo percorreu quase dois quilômetros entre as ruas do Centro da cidade e a ERS-040. Em nenhum momento os soldados da BM tiveram que fazer algum tipo de intervenção. “No final da passeata fui parabenizar os manifestantes. O grupo é muito disciplinado. Por ser um movimento organizado de última hora através das redes sociais, foi um protesto bem elaborado. Havia um grupo que coordenava os demais, inclusive, dissuadindo aqueles que estavam usando máscaras a não fazer nada”, diz Giusti.

O comandante gostou do que viu e disse que até os soldados bateram algumas fotos com os manifestantes. “Já fiquei sabendo que tem uma foto minha do lado de um cartaz contra a  PEC 37 e não tem problema algum nisso. O protesto de Viamão serve para dar aula para muita gente. Não só pelos manifestantes, mas também pela polícia e o poder público. Viamão pode montar uma escola de manifesto popular com ordem. Não tivemos nenhum problema e tinha um número significativo de manifestantes”, destaca Giusti.

PREOCUPAÇÃO

Em toda a caminhada, apenas em um momento Giusti temeu que a paz terminasse. Ele conta que, quando o grupo estava passando pelo Banrisul, um militante levantou a bandeira de seu partido e causou a indignação dos que estavam ao seu redor. “Ele queria por que queria ficar com a bandeira levantada. Esse foi o único momento em que eu achei que a situação podia ter saído do controle. Mas, uns dois ou três minutos depois, conseguiram convencê-lo de que esse não era o espírito do protesto, era contra o sistema político partidário. O  caráter do manifesto nacional é apartidário. Fiquei só observando, mas o próprio grupo conseguiu contornar a situação”, revela.




iaramagalhãeslima : sempre que o primeiro argumenta o segundo desargumenta, isso vai ser sempre assim até mesmo entre as lideranças, pois no final quem paga o pato é sempre a minoria é por isso que tem centenas de cães soltos por ai, mexendo nos sacos de lixo e defecando até no meio da rua...fica bonito isso...a copa está chegando, deixa o outro fazer , se envolvam com outras atividades...procure que temmmmmmmmmm.

26/06/2013 - 20:54


Data de publicação:

24/06/2013 - 09:56:18

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do site. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Os leitores e usuários desse site encontram-se sujeitos às condições de uso do Diário de Viamão e se comprometem a respeitá-las.






Nome:

E-mail:

Mensagem:

Imprimir Indique a um amigo
Seu Nome

Seu Email

Email do Amigo
 
Publicidade PublicidadeEdição Digital DV Cinza PublicidadePublicidade Publicidade Publicidade
Diário de Viamão
Edição Digital
Últimas Notícias
Como Anunciar



Telefones:

Assinaturas - (051) 3046-2653 Ramal 213
Depto Comercial - (051) 3046-2653 Ramal 214
Redaçao - (051) 3046-2653 Ramal 202
ADM/Financeiro- (051) 3046-2653 Ramal 214
Avisos Legais
Políticas de Privacidade
Temos de Uso do Site

Av. Américo Vespúcio Cabral, 163
CEP 94410-300
Centro de Viamão