Viamão, 23 de Julho de 2014

Cidade

Viamão pode ter novo lixão com incineração

Lixo da Região Metropolitana poderá vir para o município

Lixo da Região Metropolitana poderá vir para o município ARV não quer incineração e sugere outras alternativas para o aterro - Foto: Divulgação/Ag.Br.

Isis Colissi | Diário de Viamão

O lixo de sete municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre, inclusive Viamão vai para a cidade de Minas do Leão. Mas a Associação dos Municípios da região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) decidiu que isso deve mudar. Na pauta da reunião dos prefeitos que aconteceu no mês de maio, o nome de Viamão foi levantado para que cedesse um terreno para a instalação de um novo aterro sanitário. Sendo assim, o de Minas do Leão, que aterra os resíduos recebidos, seria "desafogado". Segundo o presidente da Associação dos Recicladores de Viamão (ARV), Joaquim Reis, a iniciativa seria muito interessante para o município, porém a forma de eliminação dos resíduos recebidos é o que preocupa.  "A forma estudada é de incineração, ou seja, queimar esse lixo recebido", contou.

INCINERAÇÃO- Conforme Reis, a prefeitura cederia um terreno e uma empresa que realiza esse tipo de trabalho se instalaria no local. Assim, a empresa cuidaria de eliminar o lixo através da incineração. "A prefeitura não precisaria investir, somente dar o terreno. A empresa em troca ficaria administrando o aterro por 30 a 50 anos", calculou.  O presidente da ARV projeta que essa forma de eliminação de resíduos diminuiria muito o número de empregos que poderia existir caso usassem outros métodos. "Poderia ser construído um galpão e realizado a reciclagem do lixo. Assim, muitos empregos seriam gerados. Além do mais, a incineração poderá causar sérios danos ambientais", destacou. Reis disse ainda que as empresas que trabalham com incineração alegam que o avanço tecnológico não permite danos à natureza, porém, segundo ele, essa tecnologia agride sim o meio ambiente.

ALTERNATIVAS- Reis, assim como a representante do movimento nacional dos catadores de materiais recicláveis, Laura Lemoyne, dizem que existem alternativas mais viáveis para a implantação do aterro sanitário em Viamão. Segundo eles, as alternativas podem ser: criação de uma usina de triagem mecanizada de resíduos recicláveis; usinas de compostagem de resíduos orgânicos; no caso do "lixo da saúde" a sugestão é o tratamento por microondas, reciclagem e autoclave; usinas para o tratamento de resíduos da construção; usinas de beneficiamento de materiais recicláveis; sistemas de captação e destinação integrada para materiais e produtos diferenciados como remédios, pneus e etc; Galpões de reciclagem (para receber a coleta seletiva); sistema de coleta seletiva porta-a-porta; coleta seletiva especial aos médios e grandes geradores; entre-pontos de recolhimento (terrenos); ponto de entregas voluntárias e ou contêineres.  

Prefeitura diz que aterro é apenas uma possibilidade

A Comunicação da prefeitura informou que Viamão está discutindo com os demais municípios integrantes da Associação dos Municípios da região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal), a possibilidade de um aterro na cidade. “Discute-se essa pauta por ser algo que todas as cidades da região tem  como problema. Porto Alegre e outras cidades, como Cachoeirinha, por exemplo estão mandando o lixo produzido na cidade para o aterro de Minas do Leão”, informou.

Quanto a possibilidade de incineração, a prefeitura disse que foi comentado, porém se fosse para queimar o lixo, não seria necessário haver um aterro sanitário. “A ideia que o prefeito defende é que Viamão tenha um aterro sanitário que possa atender a demanda de cidades vizinhas, de uma maneira que a grande maioria dos resíduos sejam reaproveitados, reciclados, e isso para gerar mais emprego e renda para quem vive da reciclagem”. A Comunicação informou ainda que o prefeito acha correto a utilização dos resíduos como riqueza e não de outra maneira e que Viamão discute na Granpal sobre a melhor tecnologia a ser empregada. 

SAIBA MAIS:

- Incineração é o processo de queima do lixo  em altas temperaturas. O objetivo principal é a redução do volume de lixo.

- O principal problema desse processo é a poluição do ar devido aos gases liberados durante a combustão e a resíduos que passam pelos filtros e não são capturados. 

- Estão incluídas nesta classificação as seguintes tecnologias baseadas em combustão: co-processamento em fornos de cimento, plasma térmico, pirólise (carbonização) e gaseificação térmica.

- Pirólise(carbonização): Os materiais são aquecidos a uma temperatura entre 420 a 760°C.  A falta de oxigênio tem como objetivo evitar a combustão. Porém, eliminar o oxigênio por inteiro é impossível, o que permite a ocorrência de alguma oxidação, e consequentemente se dá na formação de dioxinas e outras substâncias altamente perigosas. Da pirólise resultam três produtos: gás, óleo combustível e um resíduo sólido "carbonizado" ( que em maioria dos casos contém materiais pesados).

- A gaseificação térmica é semelhante a pirólise, exceto que a formação térmica dos resíduos sólidos é determinada em presença de uma quantidade limitada de ar ou oxigênio, produzindo assim, um gás combustível. Este gás pode ser usado em caldeiras ou em turbinas/geradores a combustão. Este processo gera subprodutos sólidos e líquidos que podem conter níveis altos de poluentes tóxicos.

- Todos os sistemas de tratamento de resíduos que utilizam sistemas de tratamento e combustão (incineração) eliminam grandes volumes de resíduos recicláveis em seus processos e principalmente substâncias tóxicas como: dioxinas, furanos e diversos outros poluentes igualmente tóxicos e persistentes.





Data de publicação:

08/08/2013 - 10:22:50

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do site. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Os leitores e usuários desse site encontram-se sujeitos às condições de uso do Diário de Viamão e se comprometem a respeitá-las.






Nome:

E-mail:

Mensagem:

Imprimir Indique a um amigo
Seu Nome

Seu Email

Email do Amigo
 
Publicidade PublicidadeEdição Digital DV Cinza PublicidadePublicidade Publicidade Publicidade Publicidade
Diário de Viamão
Edição Digital
Últimas Notícias
Como Anunciar



Telefones:

Assinaturas - (051) 3046-2653 Ramal 213
Depto Comercial - (051) 3046-2653 Ramal 214
Redaçao - (051) 3046-2653 Ramal 202
ADM/Financeiro- (051) 3046-2653 Ramal 214
Avisos Legais
Políticas de Privacidade
Temos de Uso do Site

Av. Américo Vespúcio Cabral, 163
CEP 94410-300
Centro de Viamão