Aldemarzinho Aprato é reeleito presidente do PSB de Viamão; Dilamar Jesus é o vice

IMAGENS: Comunicação PSB/Viamão

Na data em que brasileiros saíram às ruas em todo o país para pedir o impeachment de Jair Bolsonaro, o Partido Socialista Brasileiro de Viamão realizou congresso para eleger o diretório e a executiva partidária. O advogado Aldemarzinho Aprato foi reeleito para o período 2021-2024.

O encontro, realizado sábado (2) na Câmara de Vereadores, contou com a presença do presidente estadual do PSB, Mário Bruck, e do secretário estadual de Obras e Habitação José Stédile. Também estiveram por lá o ex-deputado Geraldinho Filho (PSB), o ex-vereador e prefeito em exercício Evandro Rodrigues (ex-DEM), os ex-vereadores Guto Lopes (sem partido) e Edi Bagé (PSB), e o assessor do Senador Paulo Paim, Gabriel Rocha.

– O Congresso demonstra toda a força e o protagonismo do PSB no cenário local. É o primeiro passo de uma longa caminhada que, entre outros, definirá nossos rumos nas eleições de 2022 e 2024 – disse Aldemarzinho.

 

 

Aldemarzinho

Faltando um ano para as eleições gerais, os presentes saudaram a pré-candidatura de Beto Albuquerque ao governo do Estado. Os filiados também defenderam a importância de eleger candidatos locais do PSB ou com histórico de serviços prestados à Velha Capital.

Eleito vice-presidente, o vereador Dilamar de Jesus inscreveu a chapa de consenso.

– Quanto mais unidos estivermos, maiores serão os resultados que entregaremos à população – afirmou.

A executiva também contará com a presença do Líder da Bancada na Câmara de Vereadores, Markinhos da Estalagem.

Secretário de Obras e Habitação do Estado, José Stédile, apresentou um resumo das atividades lideradas. Segundo ele, a gestão na SOP tem a diretriz clara de “trabalhar pelos gaúchos e gaúchas que mais precisam”.

Renovação

Mário Bruck falou sobre a autorreforma proposta nacionalmente pela sigla. A ideia é atualizar o programa partidário para responder aos principais desafios da sociedade nas áreas da saúde, educação, segurança e geração de emprego e renda.

No ato também foram eleitos movimentos organizados da sigla: Mulheres, Juventude, Popular e Sindical. Os grupos têm o dever estatutário de fazer o elo entre a população e a direção partidária. Destaque para a presença de dirigentes estaduais dos movimentos.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa NewsLetter

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook