Coronavírus, bastidores e aposta: ex-vereador Evandro Rodrigues avalia cenário político e pede desculpas por ter apoiado Maninho Fauri na eleição

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Edição de vídeo: Guilherme Klamt

Evandro Rodrigues (DEM), na tribuna da Câmara e na vida, sempre foi de soltar o verbo. O jovem ex-vereador nunca escondeu que gosta do embate de ideias, portanto, nos últimos meses não foi fácil para ele ter ficado em silêncio. Por pouco mais de três meses, apenas observou o início das novas gestões dos poderes Legislativo e Executivo e as movimentações políticas, contudo, na última semana ele voltou à cena.
A motivação veio da nomeação do também ex-parlamentar Maninho Fauri como secretário da Agricultura do prefeito Bonatto.

A saída do PSD e a aproximação com os tucanos fez Evandro pedir desculpa publicamente por ter feito parte da aliança com Fauri durante a corrida pela Prefeitura no ano passado (texto na íntegra após o vídeo). E fez uma aposta:

– Pode ser que não agora, mas tenho certeza de que Maninho se arrependerá dessa aproximação do o PSDB no futuro – declarou o ex-vereador. 

O político do DEM falou também sobre as perdas do ex-prefeito Russinho e do líder do MDB, Sarico Moura, ambos para a COVID-19, revelou bastidores da disputa pela cadeira de prefeito e avaliou os efeitos da pandemia no município.

Confira a entrevista na íntegra. A edição de vídeo é do Guilherme Klamt.

*Gravada em 26/03/2021

 

 

 

Íntegra do texto publicado por Evandro Rodrigues em suas redes sociais:

 

A VIDA É FEITA DE ERROS E ACERTOS. E EU PEÇO DESCULPAS A TODOS VOCÊS PELO ERRO QUE COMETI!

No ano passado, decidi não concorrer a prefeito e como todos sabem, decidi apoiar o Maninho. A decisão foi anunciada aqui {no Facebook} (e ainda está na minha página) e se deu pelo medo de dividirmos as nossas forças e entregássemos a eleição para o Bonatto, que tinha um projeto pessoal e muito diferente daquilo que eu penso ser o melhor. E o Maninho tinha algo muito parecido com o que eu lutava.

Perdemos a eleição de cabeça erguida.

Lembro, por exemplo, do período o qual o Maninho enfrentou a COVID-19. Aquela semana, estive nas ruas, a frente da militância, no carro de som, muitos dias com chuva caindo, com frio, comendo pouco para que não desanimássemos em tornar o Maninho nosso prefeito.

Fizemos pouco mais de 19 mil votos. Fomos escolhidos por uma maioria esmagadora que não queria a volta daqueles que tiveram a oportunidade de governar a cidade.

Hoje, com o ingresso de maninho no governo Bonatto, me sinto traído. Mas muito mais envergonhado. Envergonhado de ter ajudado o Bonatto a chegar onde queria.

Peço desculpas sinceras a cada um que escolheu o Maninho por minha causa ou pelos meus pedidos.

Desejo de coração, sucesso ao Maninho. Um dia espero entender a decisão que tomou.

Continuo à batalha. Muito envergonhado… mas de cabeça tranquila de que estou ao lado daqueles que querem uma cidade diferente.

A vida é feita de erros e acertos. Escolhi na certeza de que acertaria. E errei.

No futuro, estará em nossas mãos a oportunidade de reparar os erros. Nada é para sempre e nem eterno.

Mais uma vez, as minhas desculpas aos viamonenses.

#ViamãoVaiVencer

 

 

Leia também

Maninho Fauri fala pela primeira vez sobre saída do PSD e projeta futuro político: ’estou dialogando com Bonatto’

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Conteúdo relacionado

Ana D`Avila | A desaparecida

Foi assim, sem mais nem menos, que ela desapareceu. Carioca da gema, poetisa, escritora e entrevistadora… sumiu. Não houve jeito de localizá-la. Nem fazendo uma “live” no Facebook, nem ligando

Leia mais »

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook