Crianças do CRAS Monte Alegre visitam a Câmara

Fotos: Quétrin Polidoro

Na manhã desta terça-feira (19), na Câmara Municipal de Viamão – CMV, aconteceu a primeira edição do ano de 2022 da Escola do Legislativo, projeto criado na Legislatura de 2018. O encontro reuniu cinco crianças do CRAS Monte Alegre. A vereadora Denise Guedes – PSDB recebeu os alunos, fez a entrega de certificados, explicou o funcionamento da Câmara, indagou os pequenos sobre quais leis fariam se fossem vereadores por um dia. 

As propostas vão de encontro a realidade deles; “lei para ninguém passar fome”, “lei onde as pessoas não passem frio”. A diretora da Escola do Legislativo, Josi Kucharski, destacou a fala das crianças. “Eles propuseram aquilo que é  a vida deles”, salienta. 

Após a visita no Plenário Tapir Rocha, onde acontecem as sessões plenárias, as crianças conheceram as dependências da CMV, os gabinetes dos vereadores e continuaram a roda de conversa com a propositora do evento de hoje em sua sala. A vereadora falou sobre sua trajetória na infância, como ia para a escola e abordou questões raciais. 

“Esses movimentos são muito importantes que se tenha dentro da Câmara, então apresentar a eles onde são feitas as leis, quem são os vereadores, o papel que exercemos aqui, é muito importante”, fala a vereadora Denise. 

A pedagoga do CRAS Monte Alegre, Salete Soster, enfatiza a importância de colocar as crianças em contato com uma parte da cidade e da realidade delas que não era conhecida, bem como criar uma ponte com o que é desenvolvido no CRAS. 

“Foi muito importante para eles essa vista aqui na Câmara, porque eles não saiam do bairro deles, eles não conheciam nem o Centro de Viamão. O fato deles virem aqui, trabalha a participação do eixo de ser, fazendo leis, como alguns disseram, que não tenha pessoas em situação de rua, que ninguém passe frio e fome, só denota que é uma preocupação muito grande para eles. Só coroa o que já vem sendo trabalhado no CRAS Monte Alegre”, explica a pedagoga do CRAS. 

A pedagoga Silvia da Cruz finalizou destacando que a iniciativa partiu das crianças. 

“A ideia surgiu deles, o interesse de conhecer, de saber quem faz as leis, a importância das leis, veio deles. Então resolvemos trazê-los para a visita”, diz Silvia

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Elon Musk e o lítio da Amazônia

Seu encontro com o “capitão” suscitou debates sobre reservas brasileiras do minério, essencial à indústria de microchips e baterias. Inexploradas, poderiam gerar riquezas e soberania tecnológica. Mas nada prosperará sob

Leia mais »

Receba nossa NewsLetter

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook