Escoteiros de Viamão foram a encontro no Uruguai

Foram mais de 550 escoteiros argentinos, brasileiros e uruguaios que participaram da “Fraternidade Escoteira”. Divulgação/DV

Nos dias 17 e 18 de setembro, o Grupo Escoteiro Marista Ir. Dionysio Tonial participou, juntamente com o Grupo Escoteiro Marechal Osório do Colégio Marista Ipanema de Porto Alegre, do VI EnIEsc (Encontro de Integração Escoteira) no Balneário de Las Cañas, na cidade de Fray Bentos – Uruguai. Foram mais de 550 escoteiros argentinos, brasileiros e uruguaios que participaram da verdadeira “Fraternidade Escoteira” idealizada por Baden Powell, fundador do Escotismo.

Realizado no parque de 60 hectares, às margens do Rio Uruguai, os jovens puderam participar de atividades lúdicas e técnicas escoteiras através de oficinas, pista de cordas e obstáculos e atividades aquáticas, aventura e muita integração escoteira e cultural regada ao bom “portunhol”.
Além destas atividades, foi realizada visita ao “MUDE – Museo Uruguayo del Escultismo”, inaugurado em 2003 e instalado na “Casa Grande” (casa do gerente do Frigorífico Anglo – hoje Museo de la Revolución Industrial e declarado Monumento Histórico Nacional) onde Baden Powell hospedou-se, em viagem ao Uruguai, entre os dias 17 e 19 de março de 1909.

Encerrado o acampamento, foi hora de todos fazerem turismo cultural. Primeiro, visitaram a cidade histórica de Colônia do Sacramento, às margens do Rio da Prata e reconhecida pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade e que foi território brasileiro, caminhando pelas ruelas do século XVII e admirando as belezas histórico-culturais como o Portão das Armas das Fortificações de Colônia, os casarões em estilo português, a Basílica do Santíssimo Sacramento,  a Praça 25 de Maio, as Ruínas do Convento de São Francisco Xavier e seu atual Farol, a La Calle de Los Suspiros finalizando com um almoço no Restaurante Mercosur na florida e lindíssima Avenida General Flores.

Depois, foi a vez de visitarem Montevidéu, a capital administrativa do Mercosul, e sua arquitetura com edifícios históricos misturados à arquitetura moderna, como a Torre das Comunicações. Iniciando o turismo, na Avenida 18 de Julho, caminharam pela Praça da Independência onde está, imponente, a estátua em homenagem à José Artigas, herói nacional, e seu mausoléo, transpuseram o portão da antiga muralha que cercava a cidade no período colonial e ainda conheceram a Catedral – Igreja Matriz e o Teatro Solís com o sol que coroa sua fachada. 

Após, foi a vez de conhecer o moderno Punta Carretas Shopping, instalado no prédio de uma antiga prisão e, despediram-se desta jornada por terras uruguaias, contemplando o Rio da Prata através de parte da Rambla de Montevidéu.

Ficaram as lembranças, na memória dos 19 jovens através das imagens, e a certeza de que todo esforço e experiência, valeram a pena.
 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa NewsLetter

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook