Domingo, 29 de NOVEMBRO de 2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Eleições 2020

Candidatos em Viamão receberam parcelas do Auxílio Emergencial do Governo Federal

por Cristiano Abreu | Publicada em 12/11/2020 às 00h| Atualizada em 16/11/2020 às 23h02

Pelo menos nove candidatos em Viamão nestas eleições receberam parcelas do Auxílio Emergencial da COVID-19. Os nomes locais estão presentes em listagem divulgada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) que destaca postulantes a cargos eletivos em todo o país com patrimônio declarado superior a R$ 300 mil e que tiveram o benefício federal concedido. A relação foi feita a partir do cruzamento de informações do INSS e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ao liberar os nomes, o ministro do TCU Bruno Dantas afirmou que, com base no patrimônio acumulado, o cruzamento aponta indícios de renda incompatível para a concessão do auxílio, porém é necessário cautela, uma vez que existe a possibilidade de erro no preenchimento de informações pelo candidato ou risco de fraudes envolvendo dados de terceiros. 
 

A confirmação se o pagamento é indevido pode ser feita somente pelo Ministério da Cidadania. E ao TSE cabe a investigação sobre eventual ocorrência de crime eleitoral.

A listagem completa está disponível no site do TCU

 

Patrimônio X gastos de campanha

 

Dois candidatos que receberam o auxílio têm patrimônio acima de R$ 1 milhão. Três possuem bens com valores iguais ou superiores a R$ 500 mil e quatro declararam posses entre R$ 300 e R$ 490 mil. Juntos, os nove sacaram R$ 12 mil do benefício, conforme o TCU.

Quatro postulantes não informaram receitas ou despesas de campanha até esta quinta-feira (12). Apenas dois apresentaram ao TSE o quanto arrecadaram e quanto já gastaram, e outros três comunicaram somente quanto receberam, sem lançar nenhuma despesa até o momento. 
O montante recebido nesta eleição pelos cinco que já declararam é de R$ 16.353,07.

 

 

CANDIDADOS DE VIAMÃO QUE RECEBERAM AUXÍLIO EMERGENCIAL, SEGUNDO O TCU:

Fonte: Tribunal de Contas da União (TCU)

 


ALTEMIR TOMAZI MARCADENTI - candidato a vereador pelo PSDB

Patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 1.130.000,00

Valor recebido como Auxílio Emergencial: R$ 600,00

Valor declarado como recursos recebidos para a campanha até 12/11: R$ 0,00

Valor declarado como despesas de campanha pagas até 12/11: R$ 0,00

Link para consulta no site do TSE 

 

 

ANA CRISTINA BARCELLOS DA SILVA - candidata a vereadora pelo PSD 

Patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 632.000,00

Valor recebido como Auxílio Emergencial: R$ 600,00

Valor declarado como recursos recebidos para a campanha até 12/11: R$ 2.240,00

Valor declarado como despesas de campanha pagas até 12/11: R$ 0,00

Link para consulta no site do TSE

 

 

ANIZIO ALMEIDA (Anizio Gaudério) - candidato a vereador pelo PP

Patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 356.000,00

Valor recebido como Auxílio Emergencial: R$ 600,00

Valor declarado como recursos recebidos para a campanha até 12/11: R$ 0,00

Valor declarado como despesas de campanha pagas até 12/11: R$ 0,00

Link para consulta no site do TSE 

 

 

KLEBER GABARDO DA SILVA - candidato a vereador pelo PP

Patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 435.000,00

Valor recebido como Auxílio Emergencial: R$ 1.800,00

Valor declarado como recursos recebidos para a campanha até 12/11: R$ 2.010,00

Valor declarado como despesas de campanha pagas até 12/11: R$ 0,00

Link para consulta no site do TSE

 

 

OSMAR MOISÉS DE MOURA (Osmar Perito) - candidato a vereador pelo PT

Patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 490.000,00

Valor recebido como Auxílio Emergencial: R$ 1.800,00

Valor declarado como recursos recebidos para a campanha até 12/11: R$ 6.544,57

Valor declarado como despesas de campanha pagas até 12/11: R$ 1.793,00

Link para consulta no site do TSE 

 

 

SINARA KUHN - candidata a vereadora pelo PL

Patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 1.339.984,01

Valor recebido como Auxílio Emergencial: R$ 1.200,00

Valor declarado como recursos recebidos para a campanha até 12/11: R$ 2.442,50​

Valor declarado como despesas de campanha pagas até 12/11: R$ 0,00

Link para consulta no site do TSE 

 

 

SÔNIA MARIA DE AGUIAR MACHADO SCHREINER (Soninha Nova Era) - candidata a vereadora pelo PDT

Patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 500.000,00

Valor recebido como Auxílio Emergencial: R$ 1.800,00

Valor declarado como recursos recebidos para a campanha até 12/11: R$ 3.116,00

Valor declarado como despesas de campanha pagas até 12/11: R$ 2.050,00

Link para consulta no site do TSE 

 

 

TIAGO COSTA MARINS (Tiaguinho) - candidato a vereador pelo PSL

Patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 342.000,00

Valor recebido como Auxílio Emergencial: R$ 1.800,00

Valor declarado como recursos recebidos para a campanha até 12/11: R$ 0,00

Valor declarado como despesas de campanha pagas até 12/11: R$ 0,00

Link para consulta no site do TSE

 
 

VALDENIR LOPES FAGUNDES (Niro) - candidato a vereador pelo PSB

Patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 515.000,00

Valor recebido como Auxílio Emergencial: R$ 1.800,00

Valor declarado como recursos recebidos para a campanha até 12/11: R$ 0,00

Valor declarado como despesas de campanha pagas até 12/11: R$ 0,00

Link para consulta no site do TSE 

 

 

NO BRASIL:

Ao todo, 10.724 mil candidatos estão na lista do TCU. Desses, 1.320 têm com patrimônio superior a R$ 1 milhão.

 

NA REGIÃO METROPOLITANA:

 

Alvorada: seis vereadores

Cachoeirinha: oito vereadores

Canoas: 15 vereadores

Gravataí: 14 vereadores

Porto Alegre: 12 vereadores

 

O QUE DIZEM OS CANDIDATOS:

A candidata Soninha Nova Era enviou uma nota justificando ter recebido o auxílio e informou que, após a repercussão, decidiu devolver os R$ 1,8 mil já sacados. Ela alega que já solicitou a devolução, mesmo entendendo ter direito ao valore. "Porque só agora o governo vem dizer que não poderia receber e tem que devolver? Porque então pagaram?", questiona.

Sobre o patrimônio, Soninha defende que reajustou a avaliação de seus bens por orientação da contadora que realizou sua declaração de Imposto de Renda. "Até então não passavam de R$ 175 mil". A candidata comunica que considera a divulgação do TCU "uma difamação" e que buscará retratação. "Agiram com discriminação".  

 

A coluna mantém espaço para os demais citados prestem as explicações que julgarem necessárias.

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS