Terça-feira, 14 de JULHO de 2020

Publicidade

Publicidade

Facebook

Crise do coronavírus

O que há de verdade na ’morte por covid-19’ em Viamão

Publicada em 21/04/2020 às 00h| Atualizada em 04/05/2020 às 19h56

A manhã de feriado foi agitada em Viamão. Teve até quem desistiu de furar a quarentena e ficou em casa (menos mal). Nas redes sociais, a agitação beirava a histeria. O whatsapp do Diário de Viamão não parava. Todos buscavam saber sobre a primeira morte por coronavírius no município.

Calma que eu explico:

Antes que a cidade inteira entre em pânico, afirmo que bastou um telefonema para desfazer o boato. Checagem simples e básica antes de qualquer publicação. Regra do bom jornalismo. 

Vamos à versão oficial dos fatos:

Na noite/madrugada de ontem (20), horas depois da confirmação de que uma moradora de Viamão está internada com covid-19 no hospital da cidade (o 18º caso positivo), ocorreu o óbito de uma paciente instituição (preservarei a identidade dela e dos familiares por questões óbvias). E como a cultura do boato é forte por aqui, a notícia que se espalhou dava conta de que se tratava da idosa infectada pelo vírus.

Na manhã desta terça-feira, tanto o secretário da Saúde, José Ricardo Agliardi, quanto a coordernadora do Comitê de Operações de Emergência em Saúde (COE), Maria Letícia Ikeda, foram catergóricos em afirmar que não se trata da mesma pessoa, ou seja, até a tarde de hoje (21), Viamão não tem nenhuma morte causada em decorrência do contágio do coronavírus.

Essa tradição oral do viamonense seria útil se fosse usada para o bem. De boca em boca, a mensagem do #FiqueEmCasa se propagaria e estaríamos mais protegidos, mas não, é o contrário que acontece. O que é notícia, aconteceu mesmo, é frequentemente atacado, volta e meia questionam os números oficias - os mesmos que repassamos à comunidade local de forma séria e transparente.

Seguindo essa missão, reforço o pedido feito pela Maria Letícia Ikeda: respeitem o isolamento e só saia de casa em extrema necessidade. Como ela alertou, e o Diário tratou na reportagem Quem são os 18 infectados com a covid-19 em Viamão: o perfil dos casos e o alerta das autoridades em Saúde, até aqui, por competência ou sorte, nenhum caso local é considerado grave. Mas diante da capacidade atual de atendimento da UTI do Hospital Viamão, com 15 leitos, se o crescimento da curva de contágio se manter como nos últimos dias, o sistema local pode entrar em colapso.

– Nosso hospital ainda dá conta porque o número de casos é baixo. Se a velocidade atual se manter, conseguiremos responder bem, mas a expectativa é de que tenhamos aumento expressivo das infecções. Então, sem ampliar a rede, teremos muita dificuldade de resposta – afirma Letícia Ikeda.

Não é palavra de jornalista, é conhecimento de especialista em Saúde.

No fim, o que há de verdade sobre a "morte por covid-19 em Viamão" é que o pânico visto nas redes poderia servir para que a massa se conscientize. Pode ser que o dia do verdadeiro primeiro óbito chegue. Aí vai ser hora de levar essa doença a sério.

Mais uma vez: #FiqueEmCasa.

 

LEIA TAMBÉM

Em dia de protesto na porta do gabinete, Ministério Público abre inquérito civil para investigar condutas de Russinho

Viamão não precisa de um secretário da Saúde, e sim de um interventor, diz José Ricardo Agliardi, que pediu demissão antes mesmo de ser nomeado

Sem equipamentos de proteção e sem salários: profissionais da Saúde de Viamão estão pelados em plena guerra

 

Últimas Cristiano Abreu

Exclusivo
Homem por trás do afastamento de André Pacheco rompe o silêncio um ano após denúncias que deram origem à ’Lava Jato’ de Viamão
Crise do coronavírus
Viamão se aproxima dos 300 casos de COVID-19; Em semana com oito mortes, teve oração no gabinete do Russinho, mas não foi pelas vítimas da doença
Política
Vereadores rejeitam pedido para abertura de impeachment de André Pacheco
Política
Falta de energia impede sessão que analisaria pedido de cassação de André Pacheco
Política
Vereadores votam pedido de cassação do prefeito André Pacheco nesta quinta-feira
Crise do coronavírus
Russinho aderiu aos protocolos da bandeira vermelha; Agora, só falta a fiscalização
93 dias de crise
Em gráficos, entenda os 93 dias da pandemia do coronavírus em Viamão
Cristiano Abreu
Prefeitura recorrerá da classificação de bandeira vermelha; Falta a Russinho empatia com as vítimas da COVID-19
Crise do coronavírus
Ministério Público volta a cobrar ações da Prefeitura no combate da COVID-19
Crise do coronavírus
Ou Russinho pede ajuda da população, ou terá de fechar o comércio novamente; Recado aos ’covidiotas’
Crise do coronavírus
Profissionais com COVID-19 são afastados, e posto de saúde é fechado
Crise do coronavírus
Ministério Público recebe denúncia de supostas irregularidades em serviço de desinfecção de ruas
Polêmica
Presidente do SIMVIA diz que Russinho trata servidores municipais como ’palhaços’ ao revogar reposição salarial
Crise do cornavírus
Os 89 casos de Viamão ganham destaque na mídia estadual, mas a Prefeitura escolhe relaxar medidas de prevenção
Política
TCE reprova contas de André Pacheco na gestão da Granpal
Crise do coronavírus
No dia em que Viamão registra a quinta morte por COVID-19, secretário da Saúde diz que ’quadro é razoável’
Crise do coronavírus
A COVID-19 avança a galopes em Viamão; Quem acha que está tudo bem precisa ver estes infográficos
Novela de mau gosto
Reposição salarial do funcionalismo volta para a Câmara; Além de parcelado, dinheiro será menor
Caos na Saúde
Os problemas nos contratos das terceirizadas vão muito além do filé mignon e do Uber pagos com dinheiro do contribuinte
Caos na Saúde
Prefeitura renova contrato com empresa que faz a gestão dos postos de saúde

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS