Segunda, 26 de OUTUBRO de 2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Crise do coronavírus

A saúde de Russinho coloca cenário político de Viamão à prova; A cadeira que ninguém quer em ano eleitoral

Publicada em 16/07/2020 às 00h| Atualizada em 22/07/2020 às 20h19

A saúde de uma pessoa é assunto particular. Contudo, quando se trata de figura detentora de cargo ou posição relevante, fica difícil separar a vida pessoal da pública. Foi assim com Bolsonaro, que lutou até judicialmente para não divulgar seus exames para o coronavírus (usando até nome falso nos exames) e depois virou garoto propaganda da cloroquina (usando nome verdadeiro). Saber da capacidade física e mental do mandatário do país não tem a ver com capricho ou dar satisfação aos eleitores, é questão de manter intocado o rito democrático e a governabilidade.

Guardadas proporções (nada a ver com a predileção por medicamentos não comprovados cientificamente), a confirmação nesta terça-feira (15) de que o prefeito Russinho testou positivo para a COVID-19 coloca Viamão na mesma encruzilhada moral. Valdir Jorge Elias é vice, ocupa a cadeira interinamente ao menos até o mês que vem. E sua saúde é a garantia da continuidade de uma gestão.

Ter conhecimento da real condição clínica do prefeito em exercício foi a busca incessante do dia de ontem. Desde o comunicado oficial do contágio, feito pela Prefeitura no fim da manhã, informações desencontradas circularam. A nota oficial silenciou sobre a hospitalização de Russinho, fato que o Diário de Viamão revelou no início da tarde.

Somente às 21h veio a confirmação da ida ao Hospital Viamão, porém a nota minúscula atribui a permanência na casa de Saúde à uma escolha do prefeito, para "observação". O hospital reserva-se ao sigilo médico para não dar informações sobre Russinho. Já o secretário Glazileu Aragonês falou à coluna dando conta de que o quadro clínico do chefe do Executivo, que tem 66 anos, "inspira cuidados".

Saber como está Russinho não tem apenas importância do ponto de vista de zelar pelo seu bem-estar. Por isso, os bastidores da política local ferveram nesta terça-feira. Teve reunião na Câmara de Vereadores, debate interno em partidos, todos avaliando cenários. Todos fazendo contas.

Russinho é o vice da chapa de André Pacheco (afastado), portanto não tem vice. E caso a recuperação da COVID-19 exija seu afastamento, é o presidente da Câmara, vereador Dilamar de Jesus (PSB), o político a sentar na cadeira de prefeito. Se isso acontecer, por um dia que seja, ele não poderá concorrer à reeleição.

Não é uma escolha simples, nem desejada, acredito, por Dilamar. E o cenário indicava já durante a tarde que o presidente do Legislativo poderá recorrer a uma licença interesse caso necessário para não assumir o Executivo.

O mesmo ocorreria com os sucessores abaixo de Dilamar. É ano eleitoral, ninguém quer abrir mão de concorrer. Já vi este filme em Alvorada certa vez, embora por outros motivos. E lá, quem foi colocado no comando da Prefeitura foi a juíza responsável pela Comarca na época.  

A coluna pediu. Ninguém quis falar sobre.

É um cenário extremo, talvez com remotas chances de ocorrer em Viamão, mas dada a importância do cargo, precisa ser encarado como hipótese. Não há dúvidas que todos torcem pela recuperação rápida e plena de Russinho, e é líquido e certo de que sua cadeira está "amaldiçoada" eleitoralmente. Tem uma fila, grande até, de gente a querendo, mas só em 2021. 

 

LEIA TAMBÉM

Município ultrapassa os 300 casos da COVID-19 e chega a 30 mortes. Após Russinho testar positivo, gabinete passa por desinfecção

Homem por trás do afastamento de André Pacheco rompe o silêncio um ano após denúncias que deram origem à ’Lava Jato’ de Viamão

Viamão se aproxima dos 300 casos de COVID-19; Em semana com oito mortes, teve oração no gabinete do Russinho, mas não foi pelas vítimas

Últimas Cristiano Abreu

Operação Capital
Prefeito André Pacheco, secretários e vereador viram réus em processo da Operação Capital
Eleições 2020
Eleições 2020 | Confira, em detalhes, os bens declarados e a evolução patrimonial dos candidatos a prefeito e vice de Viamão
Bastidores
Não vai nem com oração: a ’política marrom’ tranca a pauta de votações da Câmara
Eleições 2020
Ataques, promessas, Deus e patriotismo: Os melhores lances do debate para a Prefeitura de Viamão que você não viu
Política
Sessão da Câmara tem acusações veladas e explícitas: o UFC eleitoral Viamão
Política
Câmara volta a lembrar da Saúde e ’empurra’ Sérgio Ângelo para depois em dia de bate-boca entre vereadores; O bode na sala - parte II
Operação Pegadas
Mesmo preso, vereador Sérgio Ângelo recebe salário integral em setembro; Os tigres de papel da Câmara
Operação Pegadas
Vereador Sérgio Ângelo completa uma semana preso, mas segue no cargo; A Câmara conseguiu o ’bode na sala’ para retardar o afastamento
Eleições 2020
Candidatos definidos: as últimas melancias acomodadas na disputa pela Prefeitura de Viamão
Desdobramentos
Operação Pegadas: a política de Viamão pisa em ovos
279 anos
Aniversário de Viamão: o amor pela cidade não pode ter dono ou ser ideologizado
Coluna do Brasil
Claudio Brasil | Quanto ao filme “2020”...  emoções fortes aguardam nos próximos capítulos
Eleições 2020
Convenções partidárias entram na reta final; Conheça os nomes definidos e as articulações para a disputa pela cadeira de prefeito
Política
Em coletiva, Valdir Bonatto rebate adversários e tenta afastar dúvidas sobre sua candidatura a prefeito: ’inventaram a falácia dos R$ 17 milhões. Tenho minhas contas aprovadas pelo TCE’
Crise do coronavírus
A volta às aulas presenciais e o empírico ’não, por enquanto’ da Prefeitura. As coisas são diferentes na política de Viamão
Operação Capital
André Pacheco perde em Brasília, e afastamento da Prefeitura está mantido; Os advogados bateram na porta errada
Política
Valdir Bonatto tenta na Justiça anular decisão sobre reprovação de contas, mas não leva, e adversários políticos partem pro ataque; A eleição esquenta
Política
Justiça aceita denúncia do Ministério Público contra André Pacheco e vereador
Crise do coronavírus
A COVID-19 está lá fora; e mesmo sem agir, as consequências não afetam a gestão de Nadim
Política
Jessé livre para voar; a vitória na Justiça Eleitoral e a renúncia inesperada: ’Triste por não poder ficar até o final’

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS