Segunda, 18 de JANEIRO de 2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Os bastidores da volta de André Pacheco

No apagar das luzes, livros escolares sem licitação e compra de lâmpadas que a própria Prefeitura proíbe: a mulher de César

Publicada em 27/12/2020 às 00h| Atualizada em 04/01/2021 às 15h43

Se não são os mesmos erros, são movimentos temerários e que geram preocupações idênticas. Nessa volta à Prefeitura, André Pacheco está a poucos dias de encerrar o mandato, porém, continuará sob o manto de escolhas que podem entrar para a história de Viamão como, na mais brandas das hipóteses, polêmicas.

É inegável que Nadim Harfouche vinha conduzindo com cautela – muitas vezes até com demasia – os pagamentos de fornecedores. Estratégias à parte, o libanês manteve a ordem cronológica dos vencimentos, seguindo a lei. Entretanto, conforme o DV apurou, André voltou com outas ideias.   

Uma vez que o Gabinete do Prefeito não presta as informações necessárias, o Diário de Viamão retrata o que as fontes ligadas ao Executivo revelam. E o que vaza diretamente do “búnquer” é que Pacheco adota sistema de pagamento similar ao dos tempos da Koletare.

A quem não sabe ou esqueceu, a suspeita de inversão de ordem de pagamentos para beneficiar fornecedores específicos é um dos motivos que levaram o Ministério Público a pedir o afastamento de Pacheco, do vereador Sérgio Ângelo e de cinco secretários em fevereiro desse ano, na Operação Capital; também é uma das causas da denúncia de formação de organização criminosa feita pelo MP no dia 9 de dezembro, conforme o DV revelou com exclusividade neste sábado (26).

Tais pedidos supostamente originados no Gabinete – por orientação de André – geraram revolta entre servidores da Fazenda (tem até gente em licença médica). E diante de resistências, Pacheco colocou sua secretária geral de governo como responsável pelos pagamentos. Ou seja, um CC leal ao prefeito tem as senhas das contas bancárias da Prefeitura.
Se não é ilegal, é imoral.

O segundo ato de Pacheco é a instalação de novas luminárias. Mas o que deveria ser algo positivo para o cidadão é mais um foco de discórdia. Vou poupar os leitores de detalhes técnicos enfadonhos e resumir a questão: decreto de 2015 proíbe a colocação de novas redes de iluminação na cidade se não forem com lâmpadas led, e tais sistemas devem obedecer a padrões específicos. Quem roda pela RS-040, por exemplo, pode notar que as pétalas fixadas nas últimas semanas estão em desacordo com a normativa municipal.
EM TEMPO: justiça feita, esse é um erro que começou ainda na gestão interina de Nadim.

VOLTANDO: aos que acham que é “muito barulho para pouco”, “jogo luz” aos fatos: o Tribunal de Contas está ciente e avalia tomar providências.

 

 

A bronca de número três envolve o transporte dos resíduos orgânicos. A empresa responsável pelo transbordo e descarte da coleta domiciliar no aterro sanitário em Minas do Leão está sendo paga com verbas do Fundo de Gestão Compartilhada da Corsan. Acontece que tais recursos não têm essa finalidade.

Como no caso anterior, o Tribunal de Contas pode aparecer na jogada.

Já dava para pedir música no Fantástico, só que tem mais: segundo fontes, a toque de caixa, o prefeito resolveu comprar livros didáticos para estudantes da rede pública de ensino. O recurso – cerca de R$ 11,3 milhões – vem de uma sobra do Fundeb.

Não vou nem me estender sobre a quantidade de coisas que se pode fazer com tal volume de dinheiro. Mesmo sem aulas presenciais, prédios precisam de manutenção – e fico apenas nesse exemplo. Acontece que Pacheco pressiona por uma compra rápida e quer que a secretaria de Educação escolha o fornecedor sem licitação.

Sei que os livros seguem diretrizes do Ministério da Educação, portanto não se trata de escolha ideológica. Porém, realizar tal aquisição de afogadilho, a mim parece interferência política na próxima gestão ou promoção pessoal.

A entrega, conforme orçamento que reproduzo abaixo, demoraria pelo menos 60 dias, então Pacheco não terá tempo para distribuir aos alunos. Se não é propaganda, então seria uma tentativa de deixar Valdir Bonatto sem esse recurso no caixa? Sem que o atual ordenador de despesa se manifeste e explique a pressa, restam especulações que não lhe favorecem.

Sem licitação, prefeito?

 

 

Deixamos o espaço disponível para que a Administração justifique ponto a ponto esse emaranhado de fatos. Nem sempre tudo é o que parece, mas se não é explicado, fica sendo. E dado o histórico de escândalos envolvendo Viamão e a atual gestão, nem agindo com a máxima transparência André Pacheco estaria livre de olhares desconfiados.

É como diz o velho ditado: “A mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta”.

 

Leia também

André Pacheco reassume Prefeitura - as cadeiras da incerteza

Câmara aceita denúncia contra vereador Sérgio Ângelo

Vereador Sérgio Ângelo completa uma semana preso, mas segue no cargo; A Câmara conseguiu o ’bode na sala’ para retardar o afastamento

Prefeito André Pacheco, secretários e vereador viram réus em processo da Operação Capital

Prefeito de Viamão, 5 secretários e vereador afastados por suspeita de corrupção

Operação Pegadas: a política de Viamão pisa em ovos

EM VÍDEO: Promotora do Ministério Público fala sobre operação que prendeu vereador e vasculhou Prefeitura e Câmara em Viamão​

Homem por trás do afastamento de André Pacheco rompe o silêncio um ano após denúncias que deram origem à ’Lava Jato’ de Viamão

Dédo Machado: ’Não posso jogar 27 anos da minha vida pública na lata do lixo por irresponsabilidade de um menino que está sendo comandado

Como secretário foi envolvido na ’Lava Jato de Viamão’; Carlito Gandhi de Calcutá

Operação Capital afasta prefeito, secretários e vereador de Viamão por suspeita de crimes licitatórios

Justiça afasta André Pacheco por mais 120 dias; A cassação antecipada e a morte anunciada

Os motivos que levaram o MP a pedir a manutenção do afastamento de André Pacheco

Justiça aceita denúncia do Ministério Público contra André Pacheco e vereador

O rato, o lixo acumulado e o corona: o caos na saúde de Viamão

A praça das seis mulheres: o apelo das merendeiras que não recebem salários desde dezembro

Últimas Cristiano Abreu

Política
Câmara dá pausa no recesso de verão para votar novo orçamento para Valdir Bonatto
De mudança
Guto Lopes confirma ida para Brasília: ’vou continuar trabalhando um pouco por lá, um pouco aqui... pelo RS e, claro, por Viamão’
Entrevista
COM VÍDEO: Presidente da Acivi avalia ano que passou e projeta desafios de 2021
Novos donos da cadeira
Valdir Bonatto é o dono da caneta: a posse do novo prefeito e os bastidores da transição de poder em Viamão
Exclusivo
Os primeiros nomes: apuração do Diário revela secretariado de Valdir Bonatto
Legislativo definido
Armando presidente e Dieguinho vice: as cartas marcadas na eleição da Câmara
Troca rápida
Evandro Rodrigues volta à cadeira de prefeito: entenda
Nova legislatura
Temporada de redecoração: vereadores esvaziam gabinetes e móveis ’desaparecem’ da Prefeitura; os preparativos e as indefinições da posse
Busca pelo poder
Pelo menos quatro frentes disputam a presidência da Câmara: o cabo de guerra
Definições, enfim
Primeiros nomes do secretariado de Bonatto serão anunciados amanhã; o jeito Viamão de ser das coisas
Os bastidores da volta de André Pacheco
No apagar das luzes, livros escolares sem licitação e compra de lâmpadas que a própria Prefeitura proíbe: a mulher de César
Exclusivo
Ministério Público denuncia prefeito André Pacheco, vereador e dois secretários por organização criminosa. Diálogos apontam pedido de propina para campanha
Nunca vi sequer uma pá por aqui
Governador, a RS-118 vai além de Gravataí; Viamão e Alvorada pagaram pela obra, mas só recebem ilusões
Limpando o nome
André Pacheco aproveita volta meteórica e tenta brilhar antes de entregar chaves da Prefeitura
Polêmica
Cláudia Harfouche fala sobre saúde de Nadim: ’Ele é candidato a transplante’
’Com Supremo, com tudo’
Em nome do acordão: sem mandato em 2021, Nadim sai da cena política pela porta dos fundos; entenda
Diplomação
REPORTAGEM COM VÍDEO | Os recados da juíza e da promotora aos eleitos em Viamão: quem avisa, amigo é!
’Fica a Dica’
Ministério Público confirma prisões em operação que investiga fraude eleitoral em Viamão
Operação
A política de Viamão volta às páginas policiais: 2020 é um ano para jamais ser esquecido
Apenas um vereador eleito será diplomado em Viamão; entenda

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS