Segunda, 18 de OUTUBRO de 2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Educação

Onde é difícil tratar piolhos e tapar buracos no telhado, volta às aulas é tragédia; Socorro, Eduardo Leite, façam greve, alunos!

Publicada em 19/10/2020 às 00h| Atualizada em 26/10/2020 às 13h40

O governador Eduardo Leite (PSDB) confirma o retorno nesta terça (20). O prefeito em exercício Nadim Harfouche (PSL) deve, sim, a aproveitar as controvérsias sobre a decisão do Supremo que garante autonomia para os municípios serem mais – e nunca menos – restritivos em medidas sanitárias durante a pandemia.

A Famurs, que é a associação dos municípios gaúchos, recomenda isso aos prefeitos. No Rio Grande do Sul, 112 prefeituras não cederam à chantagem do governo, que condicionou a volta às aulas a reabertura de atividades econômicas de lazer e entretenimento.

Sei que é injusto cobrar os prefeitos, mas o Ministério Público e a Justiça são a última esperança para milhares de munícipes, entre alunos, famílias, professores e funcionários de escolas, que servirão como cobaias para uma política de morte do governador. A volta às aulas em escolas infantis particulares e, portanto, potencialmente com mais recursos financeiros para cumprir os protocolos sanitários, já serve de alerta. Em Porto Alegre, sete casos do novo coronavírus foram identificados em seis escolas nos primeiros 10 dias de abertura. Não foi divulgado se infectados foram crianças, professores, funcionários ou familiares.

Pego o exemplo de escolas estaduais tradicionais do Estado que etão caindo aos pedaços. As promessas do governo se renovam, assim como buracos no teto, o piso solto e fiação em curto circuito. Só na base da rifa não se reforma estruturas sem condições mínimas há mais de uma década, não se compram EPIs, os equipamentos de proteção individual, e nem se aplicam testes para detectar a COVID-19.

Pesquisa realizada pelo CPERS com apoio técnico do Dieese demonstrou que “92% das escolas não têm recursos suficientes para investir na estrutura e EPIs adequados, 81% não dispõem de profissionais de limpeza para realizar a higienização necessária e 70% sofrem, mesmo em tempos de normalidade, com atrasos no repasse de verbas por parte do Estado”.

O mesmo levantamento aponta que, “durante o período de plantão presencial, com fluxo reduzido, mais de 140 escolas já foram contaminadas com a Covid-19. Não à toa, a ampla maioria dos educadores(as), pais e estudantes – 86% – não acredita que é possível retomar as aulas sem vacina”.

Dos Grandes Lances dos Piores Momentos, ou melhor: trágicos momentos, é o Termo de Conformidade Sanitária apresentado pelo Governo do Estado exigir que equipes diretivas, e não sanitárias, atestem que as escolas têm condições de retomar as aulas presenciais.

Ao fim, insisto na sugestão que fiz no artigo anterior: “Governador, os salões do Palácio Piratini são inspirados no Palácio de Versalhes, mas o Rio Grande do Sul não é a França. Não precisa ir a Pelotas. Convide seus burocratas e visite algumas escolas de Viamão. O Haiti é aqui. Duvido o senhor não recuar dessa política de morte”.

Onde há dificuldade para tratar de piolhos e tapar buracos no telhado, voltar às aulas é risco de uma tragédia. Como não é obrigação dos alunos irem às aulas, que tal uma ‘greve de presença’ para salvar os professores?

Últimas Rafael Martinelli

Crise do coronavírus
Prefeito, não ouça negacionistas: apresente o ’passaporte vacinal’ em Viamão; A vida não tem partido
Política
Parecido com Viamão: prefeito de cidade vizinha é afastado, e chefe do MP fala em mesada e malas de dinheiro
Crise do transporte
’SUS dos ônibus’: prefeitos apelam a Leite e Bolsonaro por socorro ao transporte coletivo; Hoje reféns, e amanhã?
Crise do coronavírus
Viamão diz ’não’ para o negacionismo homicida; A fumaça, a ex, o caçula e o assassínio curandeiro na Prevent Senior
História
Até quando vamos endeusar a revolução farroupilha?
Política
Onde estarão os políticos de Viamão após fracasso do ’nem-nem’ deste domingo? O ’ex e o futuro presidiário’
Ônibus
Crise no transporte: Bonatto e prefeitos querem fundo estadual para subsidiar a Viamão e empresas de ônibus da da Grande Porto Alegre; Na União, Bolsonaro vetou
Política
A foto P&B do golpe: caminhoneiros protestam em Viamão; O ’MST do bolsonarismo’
Política
Bolsonaro lembra ’Hitler de Luciana Gimenez’; Pop It de 7 de setembro é a ’Pornochanchada da Cervejaria’
Crise no transporte
Deputada da região mexe na polêmica do transporte coletivo; Sem risco, qualquer um pode ter empresa de ônibus
Crise no transporte
Estudo mostra ser irreversível subsídios como o concedido para a Empresa Viamão
Política
A Brigada Militar não será cúmplice de arruaças bolsonaristas dia 7; O Jim Jones de meio milhão de mortos
Política
Governador libera mais dinheiro antes de pedagiar ERS-118; O meio bilhão e o ’país do faturo’
Crise no transporte
Assim como Viamão, Cachoeirinha e Gravataí também bancaram indenização milionária para empresa de ônibus por perdas na pandemia; A institucionalização do subsídio
Crise no transporte
Do subsidio de hoje ao fim das gratuidades, até tarifa zero bancada pelo IPTU amanhã; O sincericídio e o caça-cliques
Crise do Coronavírus
Mesmo com novo aviso de risco, eventos liberados até 400 pessoas; A ’lei Vampeta’ em Viamão e na Grande Porto Alegre
Crise do coronavírus
Com a variante delta em Viamão e na vizinhança, região recebe aviso de risco, mas aumenta lotação de ônibus e escolas; Os Grandes Lances dos Piores Momentos
Tragédia
Secretária da Educação de Gravataí e marido são encontrados mortos em Gramado
Crise do Coronavírus
’Festa da Covid’: Estado adia liberação gradual de eventos até 20 mil pessoas em Viamão e Grande Porto Alegre
Crise do Coronavírus
Viamão e prefeitos da região querem liberar eventos até 20 mil pessoas; A ’festa da COVID-19’

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS