Sexta-feira, 17 de SETEMBRO de 2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Crise do coronavírus

Reunião da Granpal | Foto MATEUS RAUGUST | PMPA

Leite vai brincar de colorir mapinha? Viamão e o resto da Grande Porto Alegre querem bandeira vermelha por decreto

Publicada em 23/04/2021 às 00h| Atualizada em 28/04/2021 às 22h20

Pelo que apurei o governador Eduardo Leite não deve atirar no lixo o Distanciamento Controlado rebaixando ‘por decreto’ os 50 tons de cinza da bandeira preta para vermelha, como reivindicam Viamão e toda a Granpal, a associação dos prefeitos da Grande Porto Alegre.

Não por gosto ou azedume de Leite. A ‘ideologia dos números’ ainda não permite.

Em resumo, a proposta dos prefeitos, também defendida pelo presidente da Fecomércio, Luiz Carlos Bohn, é dar um ‘migué’ no principal indicador: o índice de leitos livres versus ocupados.

O modelo estabelece uma espécie de trava que coloca todas as regiões sob bandeira preta quando a relação entre leitos livres e ocupados baixa de 0,35. Hoje, esse índice é de 0,22.

— Mesmo que o número de mortes e a ocupação de leitos clínicos venha caindo, a situação não é confortável. Nas UTIs, ainda estamos com duas vezes e meia mais do que no início de fevereiro, quando o patamar já era alto. Para mudar alguma coisa é preciso ter certeza de que a queda é consistente — ponderou à GZH o secretário Luís Lamb, coordenador do Comitê de Dados do RS.

Pela declaração do procurador-geral do Estado ao site, também não deve prosperar a proposta Sindicato das Escolas do Ensino Privado (Sinepe), com aval do Sindicato Médico, para criar uma bandeira específica para a educação, levando em conta o baixo índice de contaminação de crianças e a sobra de vagas nas UTIs infantis.

– A alteração dos critérios de cálculo do distanciamento controlado com a mera finalidade de mudar a bandeira representaria uma forma indireta de descumprir a decisão judicial que veda aulas presenciais durante a bandeira preta – disse Eduardo Cunha da Costa, que aguarda julgamento de ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para liberar as aulas presenciais no Rio Grande do Sul.

Também conforme a reportagem, no Gabinete de Crise desta quinta o governador sinalizou apenas com a flexibilização às restrições impostas atualmente para os shoppings centers. A tendência é autorizar, a partir desta sexta-feira (23) ou amanhã (24), o funcionamento das praças de alimentação dos shoppings até 20h.

Atualmente, pelo regramento estadual, esse tipo de estabelecimento, só pode atender os clientes até as 15h e manter o local aberto para os consumidores até as 16h. Depois disso, pela regra atual, os estabelecimentos podem seguir comercializando produtos, mas sem consumo no local.

Em Viamão, o momento é de estabilidade, mas ainda nas alturas do Morro Santana. As internações diminuíram, mas a UTI está com ocupação de 93,3% - restam somente dois leitos disponíveis.

Qual quer autoridade que se escute, a fala é a mesma: "sempre reforçamos a necessidade da adoção de todas as medidas sanitárias, especialmente aquelas de caráter pessoal: o uso de máscara, a higienização frequente das mãos e o distanciamento". Mas entre o discurso e a prática, falta muito.

É ainda assustador o número de vidas perdidas pela COVID-19 em Viamão, que ultrapassou os 7,2 mil casos. Até às 13h de hoje, já são 536 mortes – 64 em 22 dias. A média é de 2,9 a cada 24h. Menor que as 5,5/dia de março, pior mês da pandemia, mas quase duas vezes maior do que dezembro, por exemplo.

Ao fim, sigo como o impopular Dr. Stockmann, de O Inimigo do Povo, de Ibsen, apelando para o respeito à ciência, cujos indicadores tem mantido as 50 semanas de bandeira preta.

Não por gosto ou azedume de Leite, reafirmo.

Reputo ser otimista agora lembra aquela história do cara que se atirou do décimo andar e, ao passar pelo oitavo, refletiu: “Até aqui tudo bem”. E, ao chegar ao segundo andar, convenceu-se: “Bem, se eu não me machuquei até aqui não é nesse pedacinho à toa que eu vou me arrebentar”.

Escrevo sem secação, e sim com torcida: quando os indicadores permitirem, devido à conjunção da vacinação-distanciamento-cuidados pessoais, todos comemoraremos que as pessoas possam trabalhar mais próximas ao novo normal.

Fato é que se nesta sexta o governador aceitar dar 'migué' nos indicadores para permitir a bandeira vermelha por decreto, o Distanciamento Controlado tornar-se-á uma brincadeira de colorir mapinhas.

 

LEIA TAMBÉM

Saúde divulga primeiras informações sobre serviço que permitirá consultas por videochamada em Viamão

Já são 531 vidas perdidas em Viamão: pandemia segue letal em em abril; O detector de mentiras do Bial

Viamão imuniza idosos com até 60 anos nesta semana, e terá vacina no feriado; Atenção para as datas da segunda dose

Últimas Rafael Martinelli

Política
Onde estarão os políticos de Viamão após fracasso do ’nem-nem’ deste domingo? O ’ex e o futuro presidiário’
Política
A foto P&B do golpe: caminhoneiros protestam em Viamão; O ’MST do bolsonarismo’
Política
Bolsonaro lembra ’Hitler de Luciana Gimenez’; Pop It de 7 de setembro é a ’Pornochanchada da Cervejaria’
Crise no transporte
Deputada da região mexe na polêmica do transporte coletivo; Sem risco, qualquer um pode ter empresa de ônibus
Crise no transporte
Estudo mostra ser irreversível subsídios como o concedido para a Empresa Viamão
Política
A Brigada Militar não será cúmplice de arruaças bolsonaristas dia 7; O Jim Jones de meio milhão de mortos
Política
Governador libera mais dinheiro antes de pedagiar ERS-118; O meio bilhão e o ’país do faturo’
Crise no transporte
Assim como Viamão, Cachoeirinha e Gravataí também bancaram indenização milionária para empresa de ônibus por perdas na pandemia; A institucionalização do subsídio
Crise no transporte
Do subsidio de hoje ao fim das gratuidades, até tarifa zero bancada pelo IPTU amanhã; O sincericídio e o caça-cliques
Crise do Coronavírus
Mesmo com novo aviso de risco, eventos liberados até 400 pessoas; A ’lei Vampeta’ em Viamão e na Grande Porto Alegre
Crise do coronavírus
Com a variante delta em Viamão e na vizinhança, região recebe aviso de risco, mas aumenta lotação de ônibus e escolas; Os Grandes Lances dos Piores Momentos
Tragédia
Secretária da Educação de Gravataí e marido são encontrados mortos em Gramado
Crise do Coronavírus
’Festa da Covid’: Estado adia liberação gradual de eventos até 20 mil pessoas em Viamão e Grande Porto Alegre
Crise do Coronavírus
Viamão e prefeitos da região querem liberar eventos até 20 mil pessoas; A ’festa da COVID-19’
Redes sociais
O massacre sobre a menina de 12 anos que desapareceu; Os ’criminosos de bem’ do Grande Tribunal das Redes Sociais
Política
De Viamão à Paulista, o bolsonarismo mostra seu tamanho; Suicídio, homicídio e um infeliz 8 de setembro
Política
Dia do orgulho | Vereador propõe Frente LGBTQIA+; Jesus está vendo placar da tolerância
Prepare o Bolso
Leite bateu o martelo: pedágio da RS-118 será em Gravataí; Viamão e Alvorada pagarão passagem sem arrecadar um Real sequer de imposto
Crise do Coronavírus
Viamão: ação busca indenização de prefeituras para comércios por perdas na pandemia; A ’teoria do príncipe negacionista’
Pedágios nas RS 118 e 040
Viamão cercada por pedágios: Lançada Frente contrária; O ’bode de Leite’ está na cancela
Paginas: [1] 2 3 Próxima »

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS