Quinta-feira, 21 de OUTUBRO de 2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Tragédia

Sônia Marisa Oliveira e o marido José Ricardo de Abreu | IMAGEM: Arquivo pessoal

Secretária da Educação de Gravataí e marido são encontrados mortos em Gramado

Publicada em 03/08/2021 às 00h| Atualizada em 05/08/2021 às 14h02

O desespero, as lágrimas e a falta de palavras do prefeito Luiz Zaffalon, do ex-prefeito Marco Alba, da deputada estadual Patrícia Alba, do presidente da Câmara Alan Vieira e de colegas na sede da Prefeitura de Gravataí na noite desta terça-feira (3) mostram o tamanho da tragédia que tirou a vida da secretária da Educação de Gravataí Sônia Oliveira e do marido José Ricardo de Abreu.

O casal foi encontrado morto dentro de um motorhome em um camping em Gramado. Conforme o irmão Dorival Jr. informou à família por volta das 19h, a causa foi vazamento de gás.

Sônia e Ricardinho não eram localizados desde sábado. Com 38 anos juntos, deixam os filhos Felipe e Karolline e o neto Arthur.

– É uma tragédia, uma perda enorme. Era uma pessoa de bem, conciliadora – lamentou Zaffa, que suspendeu as atividades escolares nesta quarta-feira, decretou luto oficial de três dias e aguarda decisão da família para velar o casal no saguão da Prefeitura.

– Não há palavras. O Marco não consegue falar – disse Patrícia Alba, em lágrimas.

Foi o ex-prefeito que, preocupado com a falta de contato com o casal, acionou a Brigada Militar na tarde desta terça-feira. Policiais foram até o local e encontraram os corpos dentro do veículo. A área está isolada para perícia.

Uma comitiva de familiares está em deslocamento para a Serra gaúcha para acompanhar o trabalho da perícia e organizar a remoção dos corpos para Gravataí. Primo, o ex-prefeito Edir Oliveira atendeu a reportagem.

– Difícil ter o que dizer nesta hora. Nós, os Oliveiras, perdemos alguém muito querida de todos e uma líder à frente dos encontros e eventos que mantém unida nossa família. E o mundo político municipal perde uma guerreira, uma respeitada líder agregadora e brilhante gestora.

– Necessária uma menção ao marido, Ricardinho, parceiro solidário que sempre a estimulou e que quis o destino fossem juntos nesta hora derradeira. Uma perda jamais imaginada, que nos enluta de forma trágica e tão precoce – completou.

– Inacreditável. Era minha mãe política, que me orientava e puxava orelha. Além de representar todo legado do pai, Dorival, é um alicerce do partido que desmorona. Era nosso esteio e guardiã – consternou-se Alan Vieira, que encerrou a sessão de hoje, cancelou a da próxima quinta e decretou luto de sete dias no legislativo.

– A Sônia era toda paz e luz também porque tinha ao lado um ser humano fantástico como o Ricardinho. Era um casal que duraria mil anos – acrescentou.

Sônia era filha do falecido ex-prefeito Dorival de Oliveira. A professora, que comandava a educação há sete anos, há 44 anos filiada também presidia o MDB de Gravataí, que neste ano perdeu o ex-prefeito interino por duas vezes, ex-presidente da Câmara por quatro vezes e vereador em quinto mandato Nadir Rocha.

Ao fim, parte uma gravataiense raiz, muito querida, de seriedade sorridente (quem conheceu não estranha eu usar esta expressão), competente e leal, que ao gerir o segundo maior orçamento de Gravataí, que previa quase R$ 1 bilhão para os próximos cinco anos, conseguia fazer um bom – por difícil – balanço entre o governo e o professorado, além de servir como referência histórica e moral para o grupo que comanda a Prefeitura desde outubro de 2011.  

Sônia estava feliz com a volta às aulas sem surtos da covid-19 e, na prestação de contas dos primeiros seis meses do novo governo, feitos no Café com a Imprensa, na sexta passada, na Acigra, estava sentada logo à direita de Zaffa.

Fiz a ela a única e última pergunta, sobre um dos gargalos históricos na governança de Gravataí, que é a educação infantil. Entusiasmada, a secretária convidou para a inauguração da creche Favo de Mel, que seria nesta quarta, 17h.

– Estamos no melhor momento dos últimos anos. A fila de zero a três anos é de 1.600 crianças. Já foi de 4 mil – disse, projetando no Plano Plurianual 2022-2025 a construção de outras sete escolas municipais de educação infantil.

Sônia era uma das pessoas mais próximas do ex-prefeito Marco Alba, cujas campanhas acompanhou como braço direito desde a Assembleia Legislativa.

Era chamada de “irmã” – como o político o fez pela última vez, flagrado pelas câmeras do Seguinte:, site-irmão do DV, na inauguração da escola que leva o nome de sua mãe, Suely Silveira Soares, no loteamento Breno Garcia, o que mostramos na vídeo-reportagem Parceria Zaffa & Marco Alba inaugura escola em ’cidade popular’ dentro de Gravataí; Assista.

Reputo que, tivesse ambição política, Sônia Marisa de Oliveira, que nos deixa aos 63 anos, seria hoje a prefeita de Gravataí vitoriosa nas urnas, tendo Marco Alba como o ‘Grande Eleitor’ que foi para Zaffa. No coração de quem a conhecia sempre foi eleita. Não tem alguém com quem eu tenha falado nesta noite cuja voz não tenha embargado.

 

Assista ao singelo vídeo-homenagem produzido pelo Grupo CG:

 

Últimas Rafael Martinelli

Crise do coronavírus
Prefeito, não ouça negacionistas: apresente o ’passaporte vacinal’ em Viamão; A vida não tem partido
Política
Parecido com Viamão: prefeito de cidade vizinha é afastado, e chefe do MP fala em mesada e malas de dinheiro
Crise do transporte
’SUS dos ônibus’: prefeitos apelam a Leite e Bolsonaro por socorro ao transporte coletivo; Hoje reféns, e amanhã?
Crise do coronavírus
Viamão diz ’não’ para o negacionismo homicida; A fumaça, a ex, o caçula e o assassínio curandeiro na Prevent Senior
História
Até quando vamos endeusar a revolução farroupilha?
Política
Onde estarão os políticos de Viamão após fracasso do ’nem-nem’ deste domingo? O ’ex e o futuro presidiário’
Ônibus
Crise no transporte: Bonatto e prefeitos querem fundo estadual para subsidiar a Viamão e empresas de ônibus da da Grande Porto Alegre; Na União, Bolsonaro vetou
Política
A foto P&B do golpe: caminhoneiros protestam em Viamão; O ’MST do bolsonarismo’
Política
Bolsonaro lembra ’Hitler de Luciana Gimenez’; Pop It de 7 de setembro é a ’Pornochanchada da Cervejaria’
Crise no transporte
Deputada da região mexe na polêmica do transporte coletivo; Sem risco, qualquer um pode ter empresa de ônibus
Crise no transporte
Estudo mostra ser irreversível subsídios como o concedido para a Empresa Viamão
Política
A Brigada Militar não será cúmplice de arruaças bolsonaristas dia 7; O Jim Jones de meio milhão de mortos
Política
Governador libera mais dinheiro antes de pedagiar ERS-118; O meio bilhão e o ’país do faturo’
Crise no transporte
Assim como Viamão, Cachoeirinha e Gravataí também bancaram indenização milionária para empresa de ônibus por perdas na pandemia; A institucionalização do subsídio
Crise no transporte
Do subsidio de hoje ao fim das gratuidades, até tarifa zero bancada pelo IPTU amanhã; O sincericídio e o caça-cliques
Crise do Coronavírus
Mesmo com novo aviso de risco, eventos liberados até 400 pessoas; A ’lei Vampeta’ em Viamão e na Grande Porto Alegre
Crise do coronavírus
Com a variante delta em Viamão e na vizinhança, região recebe aviso de risco, mas aumenta lotação de ônibus e escolas; Os Grandes Lances dos Piores Momentos
Tragédia
Secretária da Educação de Gravataí e marido são encontrados mortos em Gramado
Crise do Coronavírus
’Festa da Covid’: Estado adia liberação gradual de eventos até 20 mil pessoas em Viamão e Grande Porto Alegre
Crise do Coronavírus
Viamão e prefeitos da região querem liberar eventos até 20 mil pessoas; A ’festa da COVID-19’

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS