Sexta-feira, 03 de JULHO de 2020

Publicidade

Publicidade

Facebook

Opinião

Quanto vale uma raça?

Publicada em 05/06/2020 às 00h| Atualizada em 05/06/2020 às 14h31

Não é de hoje que observamos a crueldade das pessoas sobre determinadas raças e nações. Não quero que pensem que gosto do famoso "mimimi", pelo contrário, tento ao máximo fugir desses rótulos de "coitadinhos" ou "vitimismo". Lógico que para tudo há um limite e o meu chegou ao ver novamente cenas de pessoas negras sendo assassinadas porque os autores dos crimes "ACHARAM" que estes eram bandidos. Na realidade, isto não passa de racismo escondido atrás do "achismo".

Não! Não é piada quando o teu filho serve de chacota na escola por ter o cabelo carapinha (nome do nosso cabelo conhecido erroneamente de bombril, ou outros nomes similares), não é engraçado quando tu olhas as fotos dos teus filhos em uma escolinha sentados separadamente dos demais alunos por causa da sua cor ou não sendo convidados para uma festinha de aniversário do pré ou maternal pois, os pais não  acham "adequado" seu filho ter um amiguinho de "cor".

Oi? É sério isso?

Sim. Isso é tão sério que mesmo em pleno o século 21 ainda existe grupos radicais considerados de "raça pura" querendo a morte de Negros por todo o mundo. Nos últimos anos tivemos um número alarmante de assassinatos por "engano" de pessoas negras, visto que, o mesmo não acontece com outras etnias, principalmente com brancos. Até quando entraremos em um supermercado e nossa preocupação será ficar afastado de produtos pequenos com medo que um segurança nos aborde e nos leve a uma pequena sala do estabelecimento e nos cubra de socos e chutes até que confessemos um crime que não cometemos?

 

George Floyd, homem negro de 46 anos morto por policial branco durante abordagem nos EUA

 

Só nestes últimos dias nos deparamos com vários  assassinatos contra nossa cor. Nosso tom de pele ainda fere os olhos de algumas pessoas. Nosso sorriso largo ainda agride aqueles que querem a força calar o grito de uma nação. O que nos torna tão diferente ao ponto de muitos nos quererem mortos? O que nos faz tão assustadores a ponto de algumas pessoas se sentirem tão ofendidas com nossa presença?

Se hoje estamos em alguns países longe do continente africano foi por que alguns Navios Negreiros buscaram nossos tataravós. E garanto que pelos relatos na História não vieram de bom grado, e sim de forma compulsória. Pessoas negras eram tratadas de forma pior do que animais e açoitadas por seus "donos" e violentadas de todas as formas para garantir prazer e alegria, além de lucro econômico, aos seus "senhores". O que fizemos para merecer nossa dignidade jogada na lama?

Hoje somos "livres" mas ainda somos assombrados pela "velha Casa Grande". Exemplo maior é nos depararmos em meio a este caos e ver que o presidente da Fundação Cultural Palmares Sergio Camargo nada mais é que uma réplica do antigo Capitão do Mato, que por favores cedidos pelo seu senhor, acabava achando fazer parte da Casa Grande tratando seus irmãos de pele com desdém e os torturando até que conseguisse ser visto "com bons olhos" sendo um fiel capataz.

Deus criou vida e não raças. Quando nos conscientizarmos e entendermos essa frase, iremos descobrir o real significado da palavra LIBERDADE!!

Últimas Sankofa Viamão

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
cristiano@grupocg.com.br

Rafael Martinelli

Editor
rafael@grupocg.com.br

Roberto Gomes

Diretor
roberto@grupocg.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS