Sabado, 10 de ABRIL de 2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Crônica

O mundo de Alice | É possível sonhar em meio ao caos?

Publicada em 05/04/2021 às 00h| Atualizada em 06/04/2021 às 13h03

Quando as cortinas se fecham, lá estão elas, pequeninas fagulhas de esperança da cor do fogo, flutuando sob as coisas ruins que te assombram, toda a desgraça exterior. Algumas pessoas pensam que em Viamão, nem sequer é permitido sonhar, as ruas podem desanimar os transeuntes e as filas do mercado parecem eternas. A lotérica está sempre cheia e os vendedores ambulantes perguntam muito se queremos comprar um abacaxi ou morango, quase sempre a resposta é não.

Mas quando as luzes se apagam, dentro do quarto, alguns cenários muito hipotéticos e fantasiosos surgem na nossa cabeça, sonhando com paisagens inspiradoras e o casamento que só acontece nas novelas. Acordar e abrir a porta de casa, dar de cara com a rua e com as pessoas mais variadas e ao mesmo tempo tão conhecidas, mais um dia que começa e estamos cada vez mais perto do fim.

Enquanto espera na fila do banco, observa o movimento e se pergunta: Quantas pessoas aqui tem um sonho? E se realmente o tem, será que alguma delas já o realizou? Será que aqui as pessoas ainda sonham ou apenas vivem para pagar as contas e enfrentar a fila na lotérica?

Enquanto espera na fila do pão, se pergunta se nessa cidade ainda vivem almas esperançosas e que fantasiam loucuras no meio da noite, almas que arriscam colocar a ponta dos pés na água gelada, alçar o voo por aventura.

Nem sempre o ambiente é inspirador, e nem sempre as coisas cooperam a favor da história. Mas no meio disso tudo, é importante encontrar aquela fagulha que flutua no escuro, que queima nas mãos e ilumina a escuridão dos dias caóticos: A esperança.

Com amor & fantasia, Alice.

Últimas O mundo de Alice

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS