Quarta-feira, 08 de DEZEMBRO de 2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Crônica

O mundo de Alice | Urgência

Publicada em 25/10/2021 às 00h| Atualizada em 25/10/2021 às 15h49

Escrevo este texto com urgência. Hoje me sinto urgente, sinto que minha vida é urgente. Acordei com vontade de atender esta urgência de minha existência, com vontade de atender meus próprios pedidos e desejos.

Acordei com esta urgência de não conseguir esperar pelos que estão vindo, hoje senti de ir na frente, abrindo caminho para os meus pés e quem sabe o que virá depois desta coragem que urge?

A partir disto, me sinto como alguém que denuncia o seu próprio corpo ao acaso, hoje sinto que não consigo esconder meu espírito de aquarela. E apenas hoje, me pintei assim e fui. 

Fui passear entre os jardins do meu coração e descobri coisas que ninguém pode saber, coisas que nem eu sei ainda e isso não é uma contradição, é uma verdade explícita.

As vezes acordo sentindo-me assim, preciosa. Quem pode julgar essa minha existência tão indecisa? Ontem mesmo eu disse que não valia nada, e agora sou tudo.

Sou tudo para mim, e nada para os outros. Sou tudo para os outros, e nada para mim. Sou tudo para todos e para mim. Não sou nada. Será?

Me sinto como uma transeunte, desfilando alegremente por todas essas suposições absurdas que faço dos outros e de minha própria consciência. Já me perdi, mas não me incomodo de parecer inconsistente. Hoje não.

Lembrei das redações que aula que valiam nota, coerção e coerência. Hoje não, me libertei de todas essas regras por hoje.

Enfim, não sinto-me perfeita. Me concedo o direito de errar e isso torna minha passagem pela Terra ainda melhor, hoje sinto-me assim.

Embora o depois seja outro assunto, e semana que vem…Quem sabe?

Hoje eu estou denunciando aqui um sentimento de inquietude muito querido, um caos estabelecido que nada se parece com crise. E o que é a crise?

Algo como uma prova de fogo, que só enxergamos após atravessar. Enquanto a outra se aproxima, e sem ver, ficamos aqui dançando sob nossas próprias incongruências, inconsistências, infortúnios. Não é isso a vida,  afinal?

Últimas O mundo de Alice

Paginas: [1] 2 3 Próxima »

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS