Domingo, 09 de AGOSTO de 2020

Publicidade

Facebook

Crise do coronavírus

Fonte: governo do Estado, ministério da Saúde e secretaria da Saúde de Viamão

Pela primeira vez após sete dias, Viamão não tem mortes por COVID-19; Número de casos positivos sobe para 284, e bandeira vermelha é mantida

por Cristiano Abreu | Publicada em 10/07/2020 às 00h| Atualizada em 12/07/2020 às 18h19

Depois de sete boletins consecutivos e 10 mortes, Viamão volta a ter uma tarde/noite sem a notificação de novas vidas perdidas em decorrência do coronavírus. É a primeira vez na semana - e apenas a terceira em julho - em que o município não aparece nas estatísticas oficias do governo do Estado sobre vítimas da COVID-19.

O total de mortes é 25, o mesmo informado pela secretaria da Saúde do RS na quinta-feira (9). Contudo, o levantamento municipal desta sexta-feira (10) faz uma contabilização retroativa: o óbito de um homem de 83 anos, ocorrido na quarta-feira (8) e antecipado pelo Diário de Viamão.

Os dados locais trazem ainda a confirmação de sete novos casos da doença. Não há acrescimo entre os recuperado: 83.

 

Evolução do contágio

 

São, agora, 284 pacientes infectados desde o início da pandemia. Desses, 176 têm o vírus ativo, com 154 mantidas em isolamento domiciliar e 22 hospitalizados. O tratamento de 13 moradores de Viamão é realizado em Porto Alegre e nove (dois a mais em relação ao informe anterior) estão internados na casa de Saúde aqui do município.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica (DVS), 712 residentes em Viamão foram submetidos a exames e 402 testaram negativo para a COVID-19 desde março. Outros 26 estão sob investigação e aguardam resultados de exames.

São 63 novas infecções em 10 dias de julho, o que supera um terço dos casos positivos registrados em todo o mês de junho.

 

Casos por mês:

 

Março: 2 (0,70%)

Abril: 20 (7,04%)

Maio: 35 (11,97%)

Junho: 164 (57,75%)

Julho: 63 (22,18%)

 

Bandeira permanece vermelha e comércio fechado

 

O cenário de disseminação do coronavírus e da ocupação de leitos cresce no Estado. Na décima rodada preliminar do Distanciamento Controlado, o Rio Grande do Sul tem 15 regiões com risco alto, ou seja, estão na bandeira vermelha. Essas regiões representam 84,2% da população gaúcha (9.535.519 habitantes). Na rodada definitiva do mapa anterior, eram seis regiões em vermelho, equivalente a 52,9% da população (5,9 milhões de habitantes).

As bandeiras definitivas serão divulgadas na segunda-feira (13/7). 

A análise preliminar dos índices de propagação do vírus e de ocupação dos leitos trouxe, novamente, as regiões de Porto Alegre (a qual pertence Viamão), Canoas, Novo Hamburgo, Capão da Canoa, Palmeira das Missões e Pelotas em bandeira vermelha. Essas áreas já haviam sido classificadas como alto risco na rodada anterior.

As regiões de Taquara, Santo Ângelo, Cruz Alta, Santa Rosa, Erechim, Passo Fundo, Caxias do Sul, Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul evoluíram de bandeira laranja para vermelha nesta rodada.

Santa Maria, Ijuí, Uruguaiana, Bagé e Lajeado são as cinco regiões que permaneceram na bandeira laranja.

Embora nenhuma região do Estado tenha sido classificada com risco altíssimo (bandeira preta), tampouco houve classificação de risco baixo (bandeira amarela). Nesta rodada, inclusive, nenhuma região apresentou melhora nos índices.

O mapa preliminar da décima rodada foi divulgado pelo governo no fim da tarde desta sexta-feira (10/7) e está disponível em https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br. No prazo de 36 horas após a publicação do mapa preliminar, que se encerra às 6h de domingo (12/7), os municípios que quiserem apresentar recursos sobre as classificações podem preencher o formulário neste link: https://forms.gle/9HsVNQb7DSn5Fimy9. Aqueles que se enquadrarem na Regra 0-0 e podem adotar protocolos de bandeira laranja não precisam protocolar recurso.

Na segunda-feira (13/7), o Gabinete de Crise analisará os dados enviados e rodará o mapa novamente e, à tarde, divulgará as bandeiras definitivas, que serão vigentes de 14 a 20 de julho.

 

 

Números de uma guerra:

 

Brasil: 

- 1.800.827 confirmados (+ 45.048 nas últimas 24 horas)

- 70.398 mortes (+ 1.214 nas últimas 24 horas)

- 1.078.763 recuperados

- 651.666 em acompanhamento

Fonte: Ministério da Saúde 

 

Rio Grande do Sul:

- 37.489 confirmados (+1.090 em 432 municípios - 87% de 497 municípios) 

- 919 mortes (+ 49 nas últimas 24 horas)

- 1.642 pacientes em leitos de UTI - de 2.244 disponíveis (73,2% de ocupação)

-  31.317 recuperados 

 - 5.254 em acompanhamento

Fonte: secretaria da Saúde do RS

 

Viamão:

- 284 casos (+7 nas últimas 24 horas)

- 25 vidas perdidas

- 83 recuperados

- 176 em acompanhamento

 

- Mortes em maio: 4*

- Mortes em junho: 9*

- Mortes em julho: 12*

* Mês de notificação

Fonte: secretaria da Saúde de Viamão

 

Comparativo de coeficiente de contágio:

 

Brasil: 
856,9/100 mil habitantes

Rio Grande do Sul:
329,5/100 mil habitantes

Viamão: 
111,28/100 mil habitantes

Fonte: https://covid.saude.gov.br/

 

 

LEIA TAMBÉM

Ministério Público acompanha medidas para evitar surto de COVID-19 em lar de idosos de Viamão; Conforme Vigilância em Saúde, um caso está confirmado

Mini lockdown de Porto Alegre é prévia para Viamão​

UTI do Hospital Viamão só tem anestésico para mais uma semana; ’Depois, não sabemos o que acontecerá’, diz diretor

 

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS