Segunda, 28 de SETEMBRO de 2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Crise do coronavírus

Prefeito Russinho morre vítima da COVID-19

por Cristiano Abreu | Publicada em 22/07/2020 às 00h| Atualizada em 29/07/2020 às 16h32

É com pesar que o Diário de Viamão informa o falecimento de Valdir Jorge Elias, prefeito em exercício do município, aos 66 anos. A morte ocorreu nesta manhã (22), após parada cardíaca em decorrência de complicações causadas pela COVID-19. Russinho, como é conhecido no meio político, comandava o Executivo desde fevereiro deste ano por conta do afastamento de André Pacheco.

Valdir Jorge Elias estava internado na UTI COVID do Hospital Viamão há uma semana. Hipertenso, seu quadro quadro clínico piorou gradualmente nos últimos dias. Pouco antes da comunicação oficial do óbito, o DV apurou que o prefeito teve complicações respiratórias durante a madrugada, foi colocado em um ventilador mecânico e sofreu a primeira parada cardiorespiratória no início desta manhã. Os médicos do HV conseguiram reanimá-lo, contudo, teve nova parada pouco tempo depois e não resistiu.  

Ele deixa a mulher, seis filhos e quatro netos.

 

A Prefeitura decretará luto oficial de três dias e publicou nota oficial.

Confira:

 

NOTA DE FALECIMENTO

A Prefeitura de Viamão comunica, com extremo pesar, o falecimento do prefeito Valdir Jorge Elias, o Russinho, na manhã desta quarta-feira (22). Russinho faleceu em decorrência de complicações clínicas geradas pelo novo coronavírus.

O prefeito, de 66 anos, estava internado desde o dia 15 de julho na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Viamão. A prefeitura vai decretar luto oficial de 3 dias em memória do querido prefeito Russinho.

 

A Câmara de Vereadores também se manifestou lamentando a perda: 

A Câmara Municipal de Viamão – CMV lamenta com profundo pesar o falecimento do prefeito em exercício de Viamão, Valdir Jorge Elias, o Russinho, na manhã desta quarta-feira (22), no Hospital Viamão. O prefeito, de 66 anos, estava internado desde o dia 15 de julho na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Viamão, em decorrência de Covid-19 e, de acordo com informações da Prefeitura, faleceu por complicações clínicas geradas pelo novo coronavírus.

 

VELÓRIO

Conforme decreto 57/2020, as despedidas fúnebres de pacientes com infecção por coronavírus devem ocorrer com, no máximo, 10 pessoas para evitar aglomeração.

 

LEIA TAMBÉM

A saúde de Russinho coloca cenário político de Viamão à prova; A cadeira que ninguém quer em ano eleitoral

Viamão não terá hospital de campanha; Aumento de casos torna busca por solução urgente

Boletins elevam para 44 mortes e 526 os casos de COVID-19 em Viamão. Número de notificações em único dia bate recorde

 

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS