Quarta-feira, 08 de DEZEMBRO de 2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Consciência Negra

IMAGEM: CMV/Divulgação

Antônio Carlos Côrtes recebe título de cidadão viamonense

por Redação | Publicada em 22/11/2021 às 00h| Atualizada em 24/11/2021 às 17h16

Em homenagem pela passagem da Semana da Consciência Negra, a Câmara de Vereadores de Viamão concedeu, na quinta (18), o Título de Cidadão Viamonense ao advogado, radialista, escritor e psicanalista Antônio Carlos Côrtes. A honraria foi justificada pelo presidente da casa, vereador Armando Azambuja (PSDB), pela atuação de Côrtes nos meios comunitários, profissionais, políticos e sociais, em especial pelo reconhecimento de liderança junto ao Movimento Negro do Rio Grande do Sul, com reflexos nas políticas públicas afirmativas em Viamão.

Antônio Carlos Côrtes, 72 anos, é natural de Porto Alegre, e o único vivo dos quatro idealizadores do 20 de novembro, como celebração brasileira do Dia da Consciência Negra, onde enfatizou o assunto, destacando sobre o descaso ao qual os negros foram relegados a partir de 13 de maio de 1888. 

- Não podemos festejar o dia 13 de maio. Nesses momentos que nos levam a muita reflexão. Nós negros, lutamos muito para estar onde estamos. Os negros foram libertos, mas a Lei Áurea apenas dizia que precisavam libertar os negros cativos, sem qualquer outro tipo de amparo. Os imigrantes, que aqui chegaram, receberam terras, ferramentas, e os negros, nada - lamenta Côrtes.

 

- O mês marca esse período que merece muita reflexão sobre racismo e as lutas de todos nós, negros. Precisamos destacar essas pessoas que tanto lutaram e lutam pelos seus espaços - afirmou Armando.

 

GRUPO PALMARES

 

Antônio Carlos Côrtes é cofundador do Grupo Palmares, que teve início na década de 1970, idealizado junto com Oliveira Silveira, Ilmo da Silva, Vilmar Nunes, Jorge Antônio dos Santos e Luiz Paulo Assis Santos. Os três se encontravam com frequência em frente a tradicional Casa Masson da Rua da Praia, no Centro de Porto Alegre. Reuniões posteriores incluíram membros e culminaram com a consolidação do Palmares, focado nos estudos de artes, literatura e teatro.

Segundo Oliveira Silveira, a primeira reunião oficial do grupo aconteceu na casa de seu falecido sogro, José Maria Vianna Rodrigues, e sogra, Maria Aracy dos Santos Rodrigues, na companhia de sua pequena e única filha Naiara Rodrigues Silveira e sua então esposa Julieta Maria Rodrigues, no bairro Bom Fim, antiga Colônia Africana de Porto Alegre. Dado pelo sogro, o livro do português Ernesto Ennes “As guerras nos Palmares”, de 1938, serviu de inspiração para a evocação do 20 de novembro. De acordo reltou Antônio Carlos Côrtes, a segunda reunião oficial aconteceu na casa de seus pais no centro da cidade, quando foi escolhido o nome Palmares ao grupo. Outras reuniões do grupo foram realizadas no bar da Faculdade de Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), no Campus Central.

 

QUEM É ANTÔNIO CARLOS CÔRTES

 

Antônio Carlos Côrtes, nascido em 26 de dezembro de 1948, filho de Egydio Ribeiro Côrtes e Isolina dos Santos Côrtes, natural de Porto Alegre, é pai de Cassius da Silva Cortês. Cursou o ensino fundamental no Colégio Nossa Senhora das Dores e o ensino médio no Colégio Marista Champagnat, ambos na Cidade de Porto Alegre. É graduado na Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS –, com conclusão no ano de 1976.

- Foi funcionário do Banco do Estado do Rio Grande do Sul por 26 anos. Advogado militante, com atuação nas áreas de direito civil e criminalista, foi também secretário-geral da Junta Comercial do Rio Grande do Sul – Jucergs –, bem como foi assessor superior da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul.

- Côrtes foi apresentador, repórter e produtor na TV Guaíba, no canal 2, no tempo do Programa Concentração. Em 1987, foi comunicador da Rádio Princesa.

- No ano de 1988, passou a comandar a cobertura do Carnaval pela Rádio Farroupilha, acumulando ainda a função de comentarista da Rede Brasil Sul de Televisão, atividade que exerceu até1990.

- Em 1991, comandou as transmissões da cobertura de Carnaval da Rádio Gaúcha, permanecendo com tal incumbência até 1993. Entre 1994 e 1996, foi comunicador na rádio 1.120 AM.

- Em 1999, Côrtes foi comentarista da TV Educativa de Porto Alegre.

- Em 2001, recebeu da Câmara Municipal de Porto Alegre – CMPA – o Troféu Carlos Santos, em solenidade da Semana da Consciência Negra, por luta e militância.

- Também no ano de 2001, foi consultor de imprensa da Associação das Entidades Carnavalescas de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul.

- Em 2002, foi professor na Academia de Polícia do Rio Grande do Sul.

- Em 2003, foi apresentador, narrador e comentarista na Rádio e TV Bandeirantes de Porto Alegre. Em 21 de setembro, recebeu homenagem pela passagem do Dia do Radialista. 

- Também em 2004, foi homenageado no Theatro São Pedro, pela Sociedade Recreativa Beneficente Imperadores do Samba, por atuação em mais de 50 anos no Carnaval de Porto Alegre.

- Em 2007, foi comentarista de Carnaval na TV Joaçaba, da RBS TV, em Santa Catarina.

- Integrou o Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre em 2010.

- Foi aclamado conselheiro-presidente do Conselho Estadual de Cultura (CEC RS) entre 2012 e 2013.

- É membro fundador do Grupo de Pesquisas Palmares, em 1971, que implementou a data de 20 de novembro na comunidade negra, realçando a importância de Zumbi, iniciativa adotada nacionalmente.

- É o propositor da instituição do 20 de novembro – data da morte de Zumbi dos Palmares em 1695 – como Dia da Consciência Negra, oficializada nacionalmente, em 2011 pela então presidente Dilma Rousseff.

- É detentor do Troféu Zumbi do ano de 1993, outorgado pela Associação Satélite Prontidão e pela Sociedade Floresta Aurora.

 

Leia também

Câmara concede título de cidadão viamonense a Antônio Carlos Côrtes

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS