Quinta-feira, 06 de AGOSTO de 2020

Publicidade

Facebook

opinião

Sindicato dos Municipários tem assembleia nesta quarta

Uma ideia para os professores cobrarem do governo em Viamão; o teste de Russinho

por Rafael Martinelli | Publicada em 04/03/2020 às 15h56| Atualizada em 05/03/2020 às 11h57

Uma boa proposta para os professores municipais de Viamão apresentar ao prefeito Valdir Elias, o Russinho, na reunião do dia 10 é a aplicação automática dos reajustes no piso do magistério.

A reivindicação do pagamento do reajuste de 12,84% – que elevaria o piso de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24 – é uma das pautas da reunião convocada para às 17h30 pelo Sindicato dos Municipários de Viamão (Simvia).

O momento é o melhor possível: o comprometimento da receita com a folha é de 42,83%, abaixo do limite prudencial, e do teto permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Um exemplo é Gravataí. O reajuste automático começou a ser aplicado neste mês de março, após aprovação por unanimidade dos vereadores de projeto apresentado em dezembro pelo prefeito Marco Alba.

Na negociação com o governo, a categoria conseguiu incluir na legislação um gatilho que evita com que a diferença entre os níveis fique abaixo de 10%. Evita com que, no ‘fim de mês perpétuo’ enfrentado pelo funcionalismo na maioria dos municípios, onde as prefeituras com problemas financeiros e previdenciários não oferecem nada além do ‘reajuste zero’, o piso vire teto.

O sindicato também debate hoje uma pedida de reajuste salarial para todo o funcionalismo, que deve chegar aos 20%. Como é um ano eleitoral, a negociação entre governo e servidores, que acontece sempre em maio, é antecipada e tem como para prazo limite 3 de abril.

Ao fim, é o primeiro grande teste de Russinho como prefeito desde que assumiu o cargo em fevereiro com o afastamento do prefeito André Pacheco pela Operação Capital, que tratei em artigos como Prefeito de Viamão, 5 secretários e vereador afastados por suspeita de corrupçãoSilêncio é pena capital para prefeito afastado em Viamão; o herói incômodo e Bota na conta de dois políticos o calote em merendeiras e serventes de Viamão.

Há quem aposte que a singular personagem será bem populista.

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
[email protected]

Rafael Martinelli

Editor
[email protected]

Roberto Gomes

Diretor
[email protected]

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS