Ana D´Avila | As Pantufas

Esquentavam seus pés num inverno atípico. Impossível não derramar algum líquido nelas. Estavam abaixo de seu corpo quando este tremia de frio nas madrugadas gaúchas. Que atrevimento não pensar nelas como um precioso acessório. Que, imóveis, deitavam aos pés  de sua cama. Tão fria, tão fria que as exigiam.

Na loja onde elas foram compradas existiam muitas outras, em formas e cores variadas. Ora sapatilhas, ora chinelos sem muita expressão. Mas ela era diferente, exótica. E com aquelas gotas de café em seu dorso dignificavam um momento de vida. Era inverno a na cidade onde ela foi adquirida era normal sentir-se útil.

Sem explicação foi tirada da prateleira da loja e colocada para apreciação. Que bonitinha! Exclamou a compradora, aos olhos encantados da atendente que respondeu: “Também gostei dela” ! Imediatamente e, sem pestanejar, transferiu um Pix para a loja. Agora as pantufas não estavam mais a venda. Alguém as adquiriu.

Assim, no segundo mês de inverno, ela mostrou sua utilidade. Após o banho e de posse de umas meias quentinhas ela forrava os pés gelados da mulher dos óculos vermelhos e ideias na cabeça. “Que maravilha de sapatinho”, disse ela, tentando colocar nas pantulhas uma certa sobriedade.Não era um sapato de inverno. Nem botas. Era uma pantufa forrada de couro branca suave. Só encontrável em países de neve:  Canadá, Argentina.

Um dia, um ciclone vindo do mar, varreu a porta da casa do inexplicável óculos vermelhos. Ela correu para apanhar a correspondência que estava na caixinha ao lado da porta de entrada de sua casa. Com as pantufas novinhas ela viu sua compra desmoronar. Pobre pantufa!  Ficou encharcada. Quase inutilizável. Estaria morrendo com aquela chuvarada, ao som apocalíptico que vinha do oceano. Depois, a grande e derradeira explicação: “Tudo um dia, morre”. Não adianta negar. Nasce ou é fabricada e quando menos se espera, deixa de existir. Pobre mulher dos óculos vermelhos. Pobre pantufinha!  Tão linda e ao mesmo tempo tão frágil. (Ana D´Avila)

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Facebook