CEEE entrega reforma subestação Cocão

 

Os mais de 50 mil clientes viamonenses da CEEE já estão usufruindo de um conjunto de melhorias realizadas pela concessionária na subestação Viamão 1 (SE VIA1), que fica na estrada do Cocão, esquina com a RS 040. Segundo a Companhia, R$ 1,8 milhão foram investidos na execução de obras de modernização do local, que incluem a instalação do sistema de automação, proteção e telecomando para digitalização da SE além da substituição de painéis e outros equipamentos, dando maior confiabilidade e seletividade nas proteções dos alimentadores, transformadores de força e banco de capacitores. 

Na prática, essas medidas garantem agilidade na recomposição do sistema em caso de eventuais falhas e permitem a melhoria contínua do abastecimento da concessionária de distribuição aos seus clientes. A obra faz parte do programa Pró-Energia RS que tem recursos oriundos de financiamentos da CEEE Distribuição junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e à AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento). Parte do serviço foi feita com mão de obra própria da CEEE, demonstrando não só a capacidade de investimento e execução de obras da Companhia, como de captação de recursos para ampliação e melhoria do sistema e de sua rede de distribuição.

Vai faltar menos luz?

O Diário de Viamão entrou em contato com a empresa e perguntou se as melhorias feitas na substação viamonense evitariam os estragos provados por chuvas e temporais, como os ocorridos no final de semana que deixaram grande parte da cidade, sobretudo nas vilas sem energia elétrica. Em nota, a assessoria de comunicação da CEEE disse que:

"Em relação ao temporal de ontem, a região Metropolitana foi uma das mais afetadas do Estado, sendo que ainda temos, nessa área, mais de 4,5 mil clientes sem energia (entre eles Alvorada, Porto Alegre e Viamão). As equipes estão trabalhando direto para restabelecer o sistema o mais depressa possível. 

A obra é voltada para melhorar a agilidade da Companhia no atendimento e permitir que eventuais falhas sejam identificadas de forma mais rápida e assertiva, dando maior agilidade na recomposição do sistema. A questão envolvendo instabilidade na distribuição precisa ser verificada caso a caso e, sem uma identificação de lugar em que esteja ocorrendo este problema de tensão, a concessionária não tem como dar uma resposta concreta, uma vez que, no conjunto, Viamão está dentro da normalidade técnica e regulatória. Todos os casos específicos que nos chegam são investigados para que o problema possa ser identificado e corrigido.."

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa NewsLetter

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook