Eu não sei se Berlin me engoliu ou se eu engoli ela

Eu levei um tempo para digerir todas as poucas cidades que eu conheci até agora. Cada cidade tem um gosto diferente: Nürnberg tem gosto de sorvete de chocolate. Bamberg tem gosto de cerveja artesanal. Herzogenaurach tem gosto de torta de maçã. Munique tem gosto de bolo de batata, suor e cerveja. Fürth tem gosto de batata frita. Erlangen tem gosto da minha comida. E assim vai. Cada uma eu saboreio lentamente. O estômago e a cabeça ainda não reconhecem o gosto da Europa.

                                                Cidade de Nürnberg. Foto: Arquivo Pessoal.

                                                       Cidade de Bamberg, Foto: Arquivo Pessoal.

                          A jornalista Lua Kliar durante a Oktoberfest, em Munique. Foto: Arquivo Pessoal.

Berlin não tem gosto. Berlin é um pedaço de carne engolido inteiro por um vegetariano.

Berlin deu dor de estômago.

Berlin é a parte.

Berlin é noite e dia.

Berlin é droga pra todos os lugares.

Berlin é povo com fome e com frio.

Trem lotado e motorista solitário no carro com banco aquecido ouvindo um som misógino com batida forte.

Berlin é a história contada em silêncio. Berlin é a imagem da guerra. Berlin é arte. Berlin é caos. Berlin é gente de tudo quanto é canto. Berlin é lar de refugiados. Berlin tem a dor e o sangue saindo pelos bueiros decorados. Berlin vende a dor. Berlin é turismo de sofrimento. Berlin é grafite. Berlin é grife. Berlin é a cidade que eu senti meus pés querendo criar raiz. Berlin pulsa como meu coração. Berlin não da pra mastigar, mas da pra engolir.

Portão de Brandenburg, onde aconteceu o grande ato da queda do muro de Berlin. Foto: Arquivo Pessoal.

 Torre de TV, símbolo de Berlin, pode ser vista de qualquer lugar da cidade. Foto: Arquivo pessoal.

                                                                             Foto: Arquivo pessoal.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Elon Musk e o lítio da Amazônia

Seu encontro com o “capitão” suscitou debates sobre reservas brasileiras do minério, essencial à indústria de microchips e baterias. Inexploradas, poderiam gerar riquezas e soberania tecnológica. Mas nada prosperará sob

Leia mais »

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook