Torpedo da Polícia Civil ajuda família a se livrar de abusador

Delegada Jeiselaure de Souza, responsável pela Deam de Viamão / foto: Bruna Lopes da Silva Calvi

Um dia do antes do 1º Seminário Municipal de Enfrentamento ao Abuso e a Exploração Sexual das Crianças e Adolescentes, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Viamão consegue elucidar um caso que é um exemplo da importância do compartilhamento de informações aos jovens. 

Depois de ser abusada sexualmente, agredida e mantida em cárcere privado por três anos pelo próprio pai, uma jovem de 16 anos, recebe um torpedo da Polícia Civil, que orientava sobre as formas de denúncia de violência doméstica. Foi então que ela conseguiu enxergar um fim para o seu sofrimento. 

— Ela escreveu uma carta à Delegacia pedindo socorro, dizendo que estava sendo abusada há mais de três anos pelo pai, que a mantinha em cárcere privado há quase um ano, impedindo de sair para a rua, agredindo e ameaçando e praticando os abusos diariamente. A mãe da vítima, que trouxe a carta escondida do companheiro à DP, também era vítima de violência doméstica e ameaças. Ele dizia que mataria a todos se alguém procurasse a polícia — contou a delegada responsável pelo caso Jeiselaure de Souza.

O homem, de 50 anos, teve o mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal de Viamão. Após os trâmites legais, o investigado será encaminhado ao sistema prisional. Colaboraram com a ação o Conselho Tutelar e o as profissionais do Programa de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência de Gênero. 

A delegada diz ainda que esta é a nona prisão neste ano de investigados por estupro de vulnerável no município. O torpedo que auxiliou a jovem e a mãe a denunciarem o abusador é um convênio da Polícia Civil com a empresa Vivo.

— O convênio foi firmado em março e foram enviados dois milhões de torpedos para todos os usuários da empresa no Estado. Na mensagem, foi divulgado o número de WhatsApp da polícia e o número do Disque-Denúncia para casos de violêcia doméstico, o 180. 

 

Palestra da delegada é amanhã

 

A delegada Jeiselaure de Souza estará presente amanhã no seminário que acontece na escola Walter Graff, no Centro de Viamão. Ela fará uma palestra às 13h45, com o tema "Exploração e abuso sexual / causas e enfrentamentos".

 

Leia também

Seminário discutirá abuso sexual a crianças e adolescentes

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa NewsLetter

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook