Aprovado projeto de lei que autoriza a municipalização da rodovia ERS 040

Fotos: Alanderson Tavares

Foi aprovado, na sessão plenária desta quinta-feira (17), o projeto de lei 38/2022, de autoria do Poder Executivo, que autoriza a municipalização de trecho urbano da rodovia ERS 040. 

De acordo com o PL, o trecho autorizado a municipalizar compreende o limite com a cidade de Porto Alegre e entroncamento com a ERS 118, mediante a formalização de transferência de titularidade do Estado do Rio Grande do Sul para o município de Viamão. 

A proposição prevê, que os serviços de manutenção, fiscalização, regimes urbanísticos, alinhamentos, acessos e toda e qualquer circunscrição do trecho a ser municipalizado passará para a responsabilidade do Município. 

Fica de responsabilidade do Poder Executivo Municipal firmar convênio de cooperação mútua com o Estado do Rio Grande do Sul com o objetivo de implementar as ações necessárias à viabilização da municipalização do trecho de que trata esta Lei. 

O Poder Executivo fica autorizado a firmar convênio com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem – DAER/RS com o objetivo de viabilizar melhorias do trecho de que trata esta Lei.

O Poder Executivo Municipal fica responsável pela criação do fundo municipal de manutenção e melhorias, com recursos oriundos da gestão dos empreendimentos e fiscalização no trecho municipalizado. 

Líder do governo | Vereador Armando Azambuja

O líder do governo na Câmara, vereador Armando Azambuja – PSDB, manifestou-se na tribuna acerca do projeto de lei. 

“A municipalização do trecho previsto neste projeto de Lei se faz urgente devido às características reais que a Rodovia neste trecho possui, estando totalmente integrada à malha viária urbana da cidade, se tornando a principal forma de locomoção e acesso de milhares de viamonenses”, diz. 

O chefe do executivo, Prefeito Valdir Bonatto – PSDB explica que a estrada, na sua forma atual, não contempla a real necessidade dos usuários. 

“A forma como ela hoje é conduzida, não reflete os anseios da comunidade, que precisa de acessos práticos e de forma direta, o que não é possível com o atual modelo estadual de tratamento dos acessos, alinhamentos e manutenção viária”, explica Bonatto. 

 Segundo o projeto, atualmente, o município já atua na conservação deste trecho rodoviário, e a municipalização garantirá que esta manutenção e as melhorias que se façam necessárias, sejam mais ágeis, com parte dos recursos oriundos da fiscalização e novos empreendimentos que hoje se inviabilizam, e que tornarão a se viabilizar.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa NewsLetter

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook