Com 20 escolas paralisadas, professores vão à capital protestar

O dia marcado para o início da greve geral dos professores estaduais iniciou de forma tranquila em Viamão. Conforme o Diário divulgou ontem, 20 escolas aderiram a paralisação.

— O número não aumentou de ontem (quando aconteceram reuniões nas escolas) para hoje — diz a diretora do 22º Núcleo do CPERS, de Gravataí, Helena Maria Policeno dos Santos Grossmann.

Algumas delas, como no caso do Setembrina, por exemplo, irão retomar as atividades já nesta quinta-feira (15).

— Entre 20 a 30 professores e funcionários vão para Porto Alegre hoje e amanhã voltamos a rotina — confirmou o diretor da escola, Ednilson Roesler.

Outras, como é o caso da Açorianos, irão reavaliar na sexta-feira (17) – junto com os pais – se a greve deve continuar ou não.

A orientação para os pais é que procurem a direção das escolas para se informarem se haverá ou não atividades.  

Conforme a agenda divulgada pelo CPERS, as manifestações iniciaram às 10h em frente à Escola de Ensino Médio Presidente Costa e Silva, em Porto Alegre. Pela tarde, às 14h, ocorre o Ato Estadual da Greve em frente ao Palácio Piratini. 

LEIA TAMBÉM 

Pelo menos 20 escolas de Viamão devem aderir à greve

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Elon Musk e o lítio da Amazônia

Seu encontro com o “capitão” suscitou debates sobre reservas brasileiras do minério, essencial à indústria de microchips e baterias. Inexploradas, poderiam gerar riquezas e soberania tecnológica. Mas nada prosperará sob

Leia mais »

Receba nossa NewsLetter

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook