FAKE NEWS – E se o prefeito vetasse só o aumento para si?

Porque faria isso? Se não tivesse convicção, não tinha mandado projeto para Câmara. E, no mais, o desgaste está feito

 

Por enquanto, é só uma opinião: o prefeito André Pacheco não vai vetar a mensagem retificativa que determina o aumento do seu próprio salário, do vice e dos seus secretários. E por uma razão muito óbvia: foi ele quem enviou o projeto para Câmara.

Além disso, se vetasse, não reverteria em nada o desgaste que hoje carrega sobre os  ombros.

Teria sido em vão desgaste gratuito dos 11 que, por fidelidade, votaram por ele na Câmara, terça. E pareceria que, de novo, foram os vereadores os responsáveis pelo mal-feito de repercussão estadual.

Mas André ainda tem uma saída política e prática para o problema: vetar o aumento para si e para o vice, mantendo para o secretariado. Ao evitar que o dinheiro entre no próprio bolso, evitaria o constrangimento de justificar porque legislou em causa própria, recuperaria o salário defasado do primeiro time do seu governo e não deixaria de dar uma resposta à sociedade.

LEIA MAIS

Câmara aprova aumento de 25% para prefeito, vice e secretários

ÚLTIMA HORA – André pode vetar aumento

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa NewsLetter

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook