Ranking da vacina: Viamão já aplicou 1,1 mil doses contra a COVID-19; Estado prometeu enviar novo lote

Ainda nesta tarde (28), a secretaria da Saúde do município divulgará o balanço de doses aplicadas da vacina contra a COVID-19 em Viamão. Ao todo, foram destinadas 1.171 unidades a pessoas definidas como prioridade pelo ministério da Saúde e secretarias local e do Estado.

Ao que segue:

Instituições de Longa Permanência (ILPI) – Asilos, lares e casas de repouso: 202

População indígena: 143

Profissionais da Saúde: 822

Pessoas com deficiência: 4

 

Novo lote

 

Na terça-feira (26) a Prefeitura anunciou que negocia com o governo do Estado o envio de um novo lote de vacinas contra a COVID-19 para o município. De acordo com fonte ligada à Administração, serão 1,6 mil doses fabricadas pela Oxford/AstraZeneca. A remessa será destinada para profissionais do Hospital Viamão.

Ainda não há data confirmada para a chegada dos imunizantes.

 

Números de uma guerra

 

Conforme a secretaria da Saúde do Estado, Viamão tem até a tarde de ontem, 4.680 casos positivos – 29 nas últimas 24 horas – de coronavírus oficialmente registrados. Desse total, 265 perderam a vida. Em 2021, já são 27 vidas perdidas – média de uma por dia entre 1º e 27 deste mês.

Segundo a Prefeitura, 290 pessoas estão em isolamento domiciliar. Outras 49 pessoas estão internadas (40 em Porto Alegre e 9 em Viamão).

O Rio Grande do Sul 536.746 registros positivos da doença, com 10.512 mortos. Pelo menos 12.181 pacientes ainda têm o vírus ativo e permanecem em tratamento.

No Brasil, 8.996.876 adoeceram em decorrência do coronavírus desde o início de 2020, sendo quase um milhão em acompanhamento pelas autoridades de Saúde. O país soma 220.161 óbitos nesta pandemia.

 

Leia também

Bancos são autuados por desobedecerem prevenção contra a COVID-19; Mortes em janeiro já superam média de uma por dia

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Elon Musk e o lítio da Amazônia

Seu encontro com o “capitão” suscitou debates sobre reservas brasileiras do minério, essencial à indústria de microchips e baterias. Inexploradas, poderiam gerar riquezas e soberania tecnológica. Mas nada prosperará sob

Leia mais »

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook