Viamão decreta situação de calamidade pública e apresenta medidas para o transporte

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Horas depois de publicar restrições contundentes para enfrentar a crise do coronavírus, entre elas o fechamento por 15 dias do comércio da cidade, o prefeito Russinho decretou situação de calamidade pública em Viamão. A medida tem validade a partir desta sexta-feira e permite que a administração possa dispensar a realização de licitação.

O objetivo é reduzir o tempo e a burocracia na compra de equipamentos e na contratação de serviços, se necessários, para o combate ao covid-19 no município.

Leia o documento na íntegra aqui.

 

Regras para o transporte

 

Motivo de cobranças e questionamentos da população, a administração municipal também determinou normas de higienização para veículos dos transportes coletivos e privados. O documento regra a limpeza com álcool em gel 70% de superfícies e outras áreas de contato de colaboradores e passageiros. A frequência é a cada viagem para operações individuais e, no mínimo, uma vez ao dia nos carros coletivos. Os equipamentos de bilhetagem eletrônica precisam ser higienizados a cada utilização.

As empresas devem orientar os funcionários sobre a importância dos hábitos de higiene, como a correta lavagem das mãos. Para os veículos do transporte coletivo, há a imposição da manutenção de janelas e alçapões abertos.

Nenhuma disposição sobre a lotação dos veículos foi publicada.

Leia o decreto do transporte na íntegra aqui.

 

Serviços essenciais

 

No comércio, apenas serviços considerados essenciais continuarão operando. A publicação cita farmácias, clínicas de atendimento na área da saúde, padarias, mercados, supermercados, agências bancárias, postos de combustíveis, restaurantes e espaços de alimentação poderão seguir abertos.

 

 

Leia mais:

 

Decreto fecha comércio em Viamão – a partir de agora, somente serviços essenciais podem operar

O cavalo de Tróia que atravanca o gabinete do Russinho na pior crise da saúde da história de Viamão

Um remédio amargo para a saúde do comércio de Viamão​

Aulas suspensas e atenção máxima: o resumo do dia em que o corona começa a parar a região

Coluna da Ana D´Avila: o apocalipse do corona

’Lava Jato de Viamão’: os diálogos entre o prefeito e o vereador

 ’Lava Jato de Viamão’ bloqueia 15 milhões em bens de prefeito e réus; leia diálogos 

 

Leia outras notícias sobre o coronavírus no Diário de Viamão

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Conteúdo relacionado

Ana D`Avila | A desaparecida

Foi assim, sem mais nem menos, que ela desapareceu. Carioca da gema, poetisa, escritora e entrevistadora… sumiu. Não houve jeito de localizá-la. Nem fazendo uma “live” no Facebook, nem ligando

Leia mais »

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook