Quem são os Youtubers de Viamão?

Os Youtubers Lucas Borba e Gabriel Rocha, respectivamente

Em outubro deste ano, a revista Exame divulgou uma reportagem sobre o principal evento do YouTube no país: o Fanfest / Brandcast, que aconteceu em São Paulo. A última edição debateu, principalmente, a construção de marca na plataforma digital e anunciou que dentre as dez celebridades brasileiras com maior poder e influência entre jovens, cinco são youtubers. Apesar de este não ser um mundo novo foi o de maior crescimento entre 2015 e 2016: 48% no último ano, com valor de marca: US$ 32,6 bilhões.

E o que isso tudo pode nos dizer? Que a briga para estar no topo dos cliques e visualizações está cada vez mais acirrada. Isso não preocupa dois jovens de Viamão, que embalados com o sucesso da plataforma, “apostam suas fichas” na produção de vídeos irreverente como uma forma de se destacar nos seus segmentos trabalhos.

Lucas Borba, 22 anos, é jornalista e iniciou o canal “Lucas Borbs”. Ele diz que sempre gostou de criar conteúdo audiovisual. Apesar de existir desde 2010, foi neste ano que ele passou a ter postagens regulares. Ao todo, o canal já alcançou quase 45 mil visualizações.

— Com um canal, de certa forma, eu me forço a produzir conteúdo e ainda tenho a oportunidade de interagir com a galera que possa se interessar pelos vídeos. Essa questão sobre eu me forçar a produzir pode parecer meio autoritária, mas na verdade é muito positiva, pois ajuda a me manter focado e sempre disposto a me aperfeiçoar. Eu sempre andei com uma câmera na mochila e sempre curti fazer vídeos, desde a época da escola. Mas foi em janeiro de 2016 onde determinei que iria postar regularmente um vídeo por semana no canal e levar isso como algo a acrescentar até mesmo na minha profissão. Um canal no YouTube, para quem trabalha com vídeos, como é o meu caso, ajuda a ter portfólio e a melhorar a auto crítica. O canal atualmente conta com 890 inscritos. Parece pouco, mas coloca 890 pessoas no teu quarto ou em uma sala para te ouvir e me diz se é pouca gente — diz.

O ator Gabriel Rocha, 18 anos, também retomou seu canal no YouTube – o Gavlog’s – esse ano para divulgar seu trabalho cênico.

— Antes eu participava de um canal com 400 mil inscritos. Era muito incrível. Era um canal conjunto, que eu mandei um vídeo e me selecionaram pra participar. Cada dia da semana um youtuber que postava seu vídeo, o meu dia era terça-feira.  

Gabriel postou pouco mais de um mês, desde que retomou o trabalhou no YouTube e já está com quase 700 inscritos. Um dos vlogs de Gabriel é com o ator Nando Cunha, que ficou famoso por interpretar o personagem “Pescoço” na novela Salve Jorge, de Gloria Perez, na Globo.

— Eu estou há três semanas sem postar já por conta de outros trabalhos paralelos. Meu Snapchat que tem mais público, às vezes bate duas mil visualizações por dia no snap – diz o ator que é heavy user de redes sociais.

Os temas que dão certo

O jornalista Lucas Borba diz que tenta ser bastante eclético nos temas tratados e, que os vídeos de maior acesso do canal são relacionados a assuntos que estão em alta no momento.

— Eu trato de todo tipo de assunto, na verdade. Mas eu sou um cara bastante poético, no sentido mais aberto da palavra. Gosto de ver todo tipo de assunto por uma ótica diferente, às vezes mais reflexiva, outras mais visuais. Faço vlogs compartilhando meu cotidiano, crítica de filme/livro, viagens, curtas, vídeos poéticos e muitos outros. Tudo prezando muito por uma imagem legal e uma trilha sonora atrativa também. O vídeo mais popular do canal tem por volta de 8.500 visualizações e nele eu falo o que achei do livro Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, que é o roteiro de uma peça de teatro escrita por JK Rowling, Jack Thorne e John Tiffany. Esse roteiro rendeu muita polêmica porque levanta muitas questões que vários fãs de Harry Potter não gostaram, por isso o grande número de visualizações. Postei o vídeo dois dias depois do lançamento mundial no final de julho, mas a versão brasileira só foi lançada em outubro. Isso permitiu que, quando os fãs brasileiros pesquisassem por críticas do livro no YouTube, o meu vídeo aparecesse em destaque por já ter visualizações e tempo na plataforma — ressalta.

O vídeo mais popular do Gavlog’s – também na linha de assuntos populares do momento – é um depoimento de Gabriel sobre um sonho que teve com Thaynara OG (blogueira fenômeno no Snapchat). A postagem foi feita há um mês e já tem quase mil visualizações.

— No outro canal, que foi excluído, um vídeo meu atingiu 800 mil visualizações… Triste não ter mais… E foi através dele que criaram meu fã-clube. Eu falava sobre o futuro do Brasil — diz Gabriel.

Viamão é sucesso

E pensam que os meninos não falam da “terrinha”?

— Um dos meus vídeos com mais visualizações (por volta de 5.000) é justamente sobre Viamão e me ajudou a atrair bastante gente para conhecer o canal. Mostro um pouco da cidade, faço umas comparações inusitadas com outros lugares do mundo e explico por que Viamão não é essa cidade tão ruim como as pessoas costumam dizer. Eu quis fazer esse vídeo para mostrar que Viamão, ao contrário do que muita gente diz, pode ser uma cidade muito bacana de se viver — conta Lucas.

Responde rápido

Qual vídeo seu que você mais gosta?

– Borbs: Eu gosto de muitos vídeos que eu fiz. Na verdade, eu nunca postei um vídeo que eu não tivesse gostado, mas alguns, conforme o tempo passa, a gente vai gostando menos. Para citar alguns: o vídeo "Seda, tem que arrumar isso aí!", que fala sobre padrões de beleza impostos pela sociedade, eu gosto bastante. Ainda sobre sexualidade, fiz um também falando sobre masculinidade e machismo que rendeu boas reflexões. Mas têm dois vídeos que eu destaco e acho incríveis os resultados: o vídeo "Jogo das Gerações", onde convidei meu avô e meu irmão (de 13 anos na época) para descobrirem bandas, artistas e filmes da geração do outro. Por exemplo, se meu vô sabe o que é GTA e se meu irmão sabe o que é Grapette. Outro vídeo que eu gosto demais também é com meu irmão, onde gravei ele usando uma máquina de escrever pela primeira vez. A repercussão desse vídeo foi bastante grande, tendo mais de 3500 visualizações já.

– Rocha: O “Leitura Labial” com Nando Cunha, que fizemos nos intervalos das gravações de um filme em que eu fiz a produção de elenco e ele era o ator principal.

Qual o YouTuber que você mais gosta no Brasil?

– Borbs: O YouTuber que eu mais gosto no Brasil atualmente é o André Pilli. Ele é diretor e faz uns vídeos com o maior cuidado estético e sonoro que conheço por parte de um youtuber no Brasil. Sobre um canal que eu gosto de acompanhar destaco ainda o Pipocando (canal objeto de estudo do meu tcc na faculdade), Coisas Que Nunca Vivi Ou Evitava Viver e Casey Neistat, um filmmaker americano.

– Rocha: Depois das Onze – canal catarinense que trata de assuntos relacionados à adolescência e começo da vida adulta com humor e é comandado por Thalita Meneghim e a amiga Gabriela Fernandes.

Além do YouTube com o que mais você trabalha?

– Borbs: Acabei a faculdade de Jornalismo na Famecos/PUCRS e estou no aguardo da formatura para oficialmente ganhar meu diploma. Trabalho com produção e edição de vídeos na Zero Hora (Grupo RBS). É uma boa oportunidade para circular por todas as editorias do jornal, conhecer um pouco de todas as áreas, entender um pouco de marketing e praticar o bom e velho jornalismo, mas de uma forma atual e inovadora.

– Rocha: Sou ator e produtor. Trabalho com teatro e cinema há sete anos. No cinema já trabalhei como assistente de produção em um longa da Accorde Filmes em co-produção com a Globo Filmes. Atualmente estou sendo assistente de produção novamente em um longa-metragem que vai ser rodado em janeiro e fevereiro, mas não posso divulgar muita coisa ainda.

 

Confira alguns dos insights divulgados no Fanfest / Brandcast 2016:

1. O tempo de visualização no YouTube cresceu 70% no Brasil no ano passado​. (Fonte: Dados internos de YouTube)

2. Do total do tempo que os brasileiros passam assistindo vídeos na web mais da metade (55%) já acontece em smartphones​. (Fonte: Instituto de Pesquisa Provokers, 2016)

3. 85 milhões de brasileiros assistem a vídeos online. Destes, 82 milhões assistem pelo YouTube​. (Fonte: Instituto de Pesquisa Provokers, 2016)

4. De acordo com o Instituto de pesquisa REDS, consumidores de culinária, games, música e moda e beleza no YouTube já consideram a plataforma como o lugar preferido para assistir vídeos. (Fonte: Instituto de Pesquisa REDS, 2016)

5. Cinco das 10 celebridades​ mais influentes entre os adolescentes brasileiros são estrelas do YouTube. Dos primeiros três colocados, dois são YouTubers e com uma diferença bem pequena em relação ao primeiro colocado e níveis gerais de influência em patamares bem mais altos do que no ano anterior. (Fonte: Instituto de Pesquisa Provokers, 2016)

6. Os principais atributos que tornam uma personalidade influente estão ligados à singularidade: autenticidade, originalidade, senso de humor e inteligência representam juntos 54%​ do “peso” da influência​, características que não faltam aos YouTubers. (Fonte: Instituto de Pesquisa Provokers, 2016)

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Compartilhe esta notícia:

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa NewsLetter

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook